Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Primeiro-ministro da Espanha diz que desculpas de dirigente por beijo “não são suficientes”

    Pedro Sánchez condenou a atitude do mandatário da federação espanhola de futebol

    Presidente espanhol Pedro Sánchez recebeu as jogadoras campeãs do mundo
    Presidente espanhol Pedro Sánchez recebeu as jogadoras campeãs do mundo Pablo Blazquez Dominguez/Getty Images

    Juan Pablo Elverdinda CNN

    O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, afirmou nesta terça-feira (22) que as desculpas do presidente da Real Federação Espanhola de Futebol, Luis Rubiales, pelo beijo a Jennifer Hermoso após a final da Copa do Mundo Feminina “não são suficientes”.

    Respondendo a perguntas dos jornalistas depois de encontro oficial com as atletas campeãs do mundo, Sánchez disse que “o que vimos foi um gesto inaceitável”.

    “Em relação ao Sr. Rubiales e toda a polêmica que ocorreu. Em primeiro lugar, acho que elas, os jogadoras, fizeram de tudo para vencer. Mas é verdade que houve alguns comportamentos, neste caso do Sr. Rubiales, que mostram que em nosso país ainda há um longo caminho a percorrer em termos de igualdade e respeito e na equiparação de direitos entre mulheres e homens”, disse Sánchez.

    “As desculpas do Sr. Rubiales não são suficientes. Eu até acho que não são adequadas e que, portanto, o Sr. Rubiales deve continuar tomando medidas para esclarecer o que todos nós vimos”, continuou o primeiro-ministro.

    Nesta segunda (21), Rubiales admitiu que errou ao dar o beijo na boca de Hermoso. O dirigente tem enfrentado muitas críticas sobre o incidente.

    Presidente do CENAFE (Centro Nacional de Treinadores de Futebol), Miguel Ángel Galán formalizou uma denúncia contra Rubiales alegando que o mandatário da federação infringiu a Lei do Esporte e o protocolo contra violência sexual da própria entidade que comanda o futebol nacional.

    “Na minha qualidade de treinador nacional nível 3 filiado à Federação Espanhola, denuncio Luis Rubiales pelo descumprimento da Lei 39/2022 do Esporte em razão do ato sexista de beijar na boca [a jogadora] Jennifer Hermoso na entrega do troféu do Mundial feminino 2023”, diz Galán no início de sua denúncia.

    “Segundo a lei, trata-se de um ato sexista intolerável no esporte. Corresponde, portanto, ao Conselho Superior de Esportes levar minha denúncia ao Tribunal Administrativo do Esporte para a abertura de um expediente que investigue o alcance do ato.”

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

    versão original