Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bia Haddad: “Seria injusto eu falar em ser número 1 do mundo”

    A tenista brasileira, atual número 20 do ranking da WTA, revelou seus objetivos para os próximos anos em entrevista exclusiva à CNN

    Da CNN

    Uma das principais tenistas da atualidade, Bia Haddad Maia concedeu entrevista exclusiva à CNN. Durante a conversa, a atleta de 27 anos revelou os principais objetivos para os próximos anos.

    Atualmente 20ª colocada no ranking da WTA, Bia sonha em se consolidar no top 10 do tênis mundial. “O meu objetivo hoje é ganhar o Roland Garros, e meu objetivo para o final de 2024 é terminar o ano no top 10″, afirmou.

    Sonho olímpico

    A tenista tem grandes expectativas para os Jogos Olímpicos de Paris 2024, que serão realizados no famoso complexo de Roland Garros, onde ela foi semifinalista em 2022.

    “Será minha primeira [Olimpíada], nunca participei, é realmente um sonho e estou muito animada. É engraçado, porque o brasileiro acompanha muito, brasileiro assiste a brasileiro, independente do esporte. Isso me remete muito à infância, quando a gente ligava a televisão e, não importava o esporte, estávamos torcendo”, disse.

    “Estou me preparando da melhor forma possível e espero fazer a melhor Olimpíada possível e, quem sabe, beliscar uma medalhinha”, completou.

    Foco no Top 10

    Apesar de não descartar a possibilidade de um dia ser a número 1 do mundo, Bia reconhece que precisa melhorar a consistência.

    “O meu primeiro sonho era ser número um do mundo. Hoje, jogando da forma como estou, seria injusto eu falar em ser número 1 do mundo por conta da minha constância, estou oscilando muito. Não me vejo ainda no meu melhor momento”, completou

    “Acho que o meu limite pode ser chegar ao número 1 do mundo, mas quando eu estiver em quinto lugar, aí eu poderei dizer isso. Eu tenho muito claro que há um processo, que eu preciso melhorar, mas hoje o meu primeiro objetivo é voltar ao top 10 e me consolidar lá. A partir daí, brigar para ser top 5, e a partir do top 5, brigar pra ser a número um do mundo”, explicou.

    Os textos gerados por inteligência artificial na CNN Brasil são feitos com base nos cortes de vídeos dos jornais de sua programação. Todas as informações são apuradas e checadas por jornalistas. O texto final também passa pela revisão da equipe de jornalismo da CNNClique aqui para saber mais.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas