Com alta de Covid-19 em outros estados, governador de NY diz ser hora de acordar

'É hora de acordar, América, e encarar os fatos inegáveis', afirmou Andrew Cuomo ao criticar estados que reabriram precocemente nos EUA

Reuters
26 de junho de 2020 às 17:22
Garçons fazem ajustes em restaurante em Nova York devido às normas de distanciamento social
Foto: Lucas Jackson/Reuters (25.jun.2020)

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, criticou nesta sexta-feira (26) os estados norte-americanos que reativaram suas economias antes de controlar o novo coronavírus, dizendo que existem "indícios inegáveis, irrefutáveis" de que cometeram um erro.

Cuomo disse em uma coletiva de imprensa que os estados que seguiram as orientações da Casa Branca agora estão vendo uma disparada de casos, argumentando que Nova York conseguiu controlar o vírus com uma abordagem científica, e não política.

"O que está acontecendo neste país é neste momento assustador e revelador ao mesmo tempo. Eu digo que é hora de acordar, América, e encarar os fatos inegáveis."

Leia também:

EUA registram número recorde de casos do novo coronavírus em um dia

Os estados dos EUA com maior média de casos de Covid-19 desde início da pandemia

Mais cedo nesta sexta-feira, o governador do Texas, Greg Abbott, ordenou que os bares voltem a fechar e que os restaurantes reduzam os serviços, recuando devido a um aumento de novas infecções.

O salto de casos e hospitalizações no Texas é parte de uma recaída nacional em Estados que foram poupados do pior do surto inicial ou suspenderam as restrições rapidamente. Alabama, Arizona, Califórnia, Flórida, Idaho, Mississippi, Missouri, Nevada, Oklahoma, Carolina do Sul e Wyoming também registraram aumentos recordes de casos.

Em contraste, Cuomo disse que a média de sete dias da porcentagem de exames positivos em Nova York foi de 1,3%, um grande avanço em relação a um pico anterior de 50% no Estado e o índice mais baixo dos Estados Unidos.

O estado de Nova York, cujos hospitais estavam sobrecarregados de pacientes com Covid-19 e carentes de recursos poucas semanas atrás, está pronto para ajudar estados com surtos crescentes enviando equipes de voluntários e equipamentos, disse Cuomo.