Kamala Harris já se posicionou contra a política ambiental do governo brasileiro

No ano passado, a vice-presidente na chapa de Joe Biden publicou em seu Twitter sobre as queimadas na Amazônia

Da CNN, em São Paulo
11 de agosto de 2020 às 19:06 | Atualizado 11 de agosto de 2020 às 19:17

A senadora do estado da Califórnia Kamala Harris – escolhida nesta terça-feira (11) pelo democrata Joe Biden para ser vice-presidente em sua chapa na corrida pela Presidência dos EUA – já se manifestou politicamente sobre o Brasil.

Em uma publicação no perfil que mantém no Twitter, em agosto do ano passado, Harris criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a postura do governo brasileiro diante das queimadas na Amazônia.

“Enquanto a Amazônia queima, o presidente do Brasil, assim como [Donald] Trump, que permitiu que madeireiros e mineradoras destruíssem a terra, não está agindo", escreveu.

Leia e assista também:

Joe Biden escolhe Kamala Harris como sua candidata a vice

Bolsonaro: Amazônia não pega fogo e não tem nem um quarto de hectare desmatado

Kamala Harris, da Califórnia, foi escolhida vice para as eleições de 3 de novembro
Foto: Eric Thayer/ Reuters

"Trump não deve buscar um acordo comercial com o Brasil até que Bolsonaro reverta sua política catastrófica e resolva os incêndios. Precisamos de liderança americana para salvar nosso planeta", acrescentou.

(Edição: Sinara Peixoto)