Raro tornado de fogo se forma próximo a incêndio na Califórnia

O fogo que atinge a cidade de Loyalton, na divisa com Nevada, já queimou 8 mil hectares e foi contido em apenas 5% no início deste domingo (16)

Faith Karimi, da CNN
16 de agosto de 2020 às 13:17 | Atualizado 16 de agosto de 2020 às 18:52

O ano de 2020 acaba de tirar mais um truque da cartola — desta vez, em forma de uma espiral de fogo. Ou, como os meteorologistas diriam, um “firenado”, abreviação para tornado de fogo.

O raro tornado foi visto no sábado (15), próximo a um incêndio na Califórnia. A agência de meteorologia americana (National Weather Service Office) emitiu um alerta sobre uma nuvem de “pirocumulonimbus”, que se formou por causa do fogo que atinge a cidade de Loyalton, na divisa com Nevada, e disse que o fenômeno era "capaz de produzir um tornado induzido pelo fogo e ventos de mais de 96,5 km/h"

Leia também:
'Querem ver resultados', diz Mourão sobre investidores de fundos para a Amazônia
Em 15 dias, Pantanal supera queimadas registradas em agosto de 2019
Decreto de Bolsonaro proíbe queimadas no Brasil por 120 dias

Uma nuvem de “pirocumulonimbus” se forma em ambientes de alta temperatura, geralmente próximas a vulcões ou incêndios. Já os tornados de fogo surgem quando o crescente calor nessas regiões começa a puxar fumaça, fogo e sujeira, criando um vórtice de rotação acima do incêndio, disse Haley Brink, meteorologista da CNN americana.

Os tornados de fogo podem ser enormes e fatais. Em 2018, um deles matou um bombeiro e o motorista de uma escavadeira, que lutava contra o grande incêndio da cidade de Carr, também na Califórnia. Quando o serviço meteorológico local realizou uma pesquisa sobre a magnitude daquele “firenado”, o órgão determinou que o fenômeno era equivalente a um tornado EF-3 com ventos superiores a 230 km/h.

As autoridades na Califórnia, Oregon e Colorado estão lutando contra uma série de incêndios florestais que queimaram coletivamente mais 40 mil hectares — e a situação pode piorar com o intenso calor que atinge grande parte dos Estados Unidos.

O incêndio de Loyalton já queimou 8 mil hectares e estava 5% contido no início deste domingo (16). Neste momento, o fogo avança para a parte leste da cidade.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês)