Coreias do Norte e do Sul aguardam dois tufões nesta semana


Julia Hollingsworth, Yoonjung Seo e Sophie Jeong, da CNN
02 de setembro de 2020 às 09:08 | Atualizado 02 de setembro de 2020 às 12:20
Tufão Maysak será o primeiro a chegar na península coreana

Tufão Maysak pode ser o quarto a atingir a região neste ano

Foto: CNN

Dois poderosos tufões avançam em direção à Península Coreana, ameaçando causar alagamentos e devastações em uma região que já foi atingida por uma das estações de monções mais chuvosas da história recente.

O tufão Maysak – que atualmente equivale a um furacão de categoria 4 (ventos entre 210 km/h a 251 km/h) – deve tocar o solo no sul da península nesta quarta-feira (2).

A tempestade registra ventos de 215 km/h, mas deve perder força e chegar à categoria 2, com ventos de 160 km/h a 175 km/h, no momento em que tocar o solo na Península Coreana.

Assista e leia também:
Ciclone, tufão, furacão, tempestade: a diferença entre esses fenômenos naturais
Tufão com potencial de atingir ventos de 220 km/h avança entre Coreias e Japão
Furacão Laura não foi causado pelas mudanças climáticas, mas elas o fizeram pior

O tufão Maysak pode ser o quarto a atingir a região neste ano. O nome do fenômeno foi inspirado em uma palavra cambojana que significa um tipo de árvore.

A Administração Meteorológica da Coreia (KMA) espera que ele chegue à Coreia do Sul com chuvas e ventos fortes.

Além do Maysak, a tempestade tropical Haishen também deve ganhar força e se transformar em um tufão nas próximas horas, antes de se transformar ao equivalente a um furacão de categoria 4 até o fim da semana. 

O Haishen deve ameaçar a região de Kyushu, no sudoeste do Japão, no domingo (6), e afetar a Península Coreana na segunda. A agência meteorológica do Japão alerta que a tempestade pode ser a terceira maior a atingir o país desde que os dados começaram a ser compilados, há 70 anos.

Passagem do tufão Maysak por Okinawa, no Japão

Passagem do tufão Maysak por Okinawa, no Japão

Foto: Reprodução - 31.ago.2020 / Reuters

População se prepara

As populações da Coreia do Norte e do Sul se preparam para a chegada das duas tempestades.

Funcionários do governo sul-coreano foram enviados às áreas que devem ser afetadas pela passagem do tufão Maysak, anunciou o ministro de Interior e Segurança do país em um comunicado nesta quarta.

A agência de notícias estatal norte-coreana KCNA disse que “medidas urgentes estão sendo tomadas para minimizar os danos”.

Os funcionários estão divulgando informações para que as pessoas possam “entender a importância do trabalho para evitar os danos do tufão e formas de cooperar com a crise”.

Nesta semana, o tufão Maysak afetou mais de 200 voos no Japão.

(Texto traduzido, clique aqui e leia o original em inglês.)