Meghan Markle e príncipe Harry assinam contrato com a Netflix


Frank Pallotta da CNN
02 de setembro de 2020 às 15:29 | Atualizado 10 de setembro de 2020 às 18:47
Harry e Meghan fotografados em baixo de guarda chuva

Meghan e Harry, que se afastaram da realeza, estão se aproximando da indústria do entretenimento

Foto: Samir Hussein/WireImage

O duque e a duquesa de Sussex assinaram um contrato de produção com a Netflix. A empresa de streaming terá os dois ex-membros da realeza britânica produzindo filmes e séries exclusivos para o serviço, anunciou a Netfilx nesta quarta-feira (2).

O contrato inclui séries fictícias, filmes e séries documentais, parcerias e programação infantil. Meghan e Harry podem aparecer frente às câmeras em alguns dos projetos, mas a ex-atriz não planeja voltar a exercer o ofício. Markle atuou na série de drama judicial “Suits” da USA Network, entre 2011 e 2018.

Os termos financeiros não foram revelados. A notícia foi revelada pelo jornal americano the New York Times.

A Netflix afirmou que eles estão “comprometidos em dar espaços para diversas vozes na frente e por trás das câmeras e adotar práticas de contratação diversas para as posições-chave que estão ativamente construindo na companhia”.

Em janeiro, Harry e Meghan anunciaram que estavam “deixando para trás” seus papéis como membros da família real britânica e que iriam dividir seu tempo entre o Reino Unido e os Estados Unidos. A notícia se popularizou em todo o mundo e chocou a Inglaterra.

Desde então, os dois compraram uma casa na Califórnia e se envolveram com a indústria do entretenimento. Meghan, por exemplo, narrou o documentário da Disney “Elefantes”.

O contrato com a Netflix é o próximo passo nessa direção.

“Através do nosso trabalho com comunidades diversas e seus ambientes para iluminar as pessoas e causas ao redor do mundo, nosso foco será em criar conteúdo que informe mas também dê esperança”, a Duquesa e o Duque disseram em nota nessa quarta-feira (2).

“Nós estamos felizes de trabalhar com Ted [Sarandos] e o time da Netflix, cujo alcance sem precedentes irá nos ajudar a compartilhar conteúdo impactante e que estimule reações”.

Leia também:
Ed Sheeran diz que está 'completamente apaixonado' após nascimento da filha
Rainha Elizabeth II completa 25 mil dias no poder
Polícia interrompe rave ilegal em floresta na Inglaterra

Para a Netflix, o contrato é parecido com o que a empresa fechou com Barack e Michelle Obama em 2018.

Trazer Harry e Meghan para casa não somente permite que a companhia trabalhe com dois dos nomes mais famosos do mundo, mas também continue a alimentar a plataforma com conteúdo inédito.

Com a chegada de outros serviços de streaming, essa vitalidade é importante para que a empresa possa competir pelo tempo e pelo dinheiro dos clientes.

“Estamos muito orgulhosos de Harry e Meghan terem escolhido a Netflix como sua oficina criativa – e estamos animados para contar histórias com eles que podem ajudar a construir resiliência e aumentar a compaixão em todas as audiências”, disse Ted Sarandos, co-CEO e chefe de conteúdo da Netflix, em nota.

(Texto traduzido do inglês, clique aqui para ler o original)