Covid-19: Índia supera 4 milhões de infectados e se aproxima do Brasil em casos


Diego Freire, da CNN, em São Paulo
05 de setembro de 2020 às 02:52 | Atualizado 05 de setembro de 2020 às 07:13
Nova Déli, capital da Índia

Nova Déli, capital da Índia

Foto: Confused_me/ Pixabay

A Índia ultrapassou, neste sábado (5), a marca de 4 milhões de infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. O total foi atingido com a confirmação de 86.432 novos casos em 24 horas, recorde indiano para um só dia segundo os dados do Ministério da Saúde do país. 

Com uma escalada no número diário de casos, a Índia caminha para superar o Brasil e se tornar o segundo país do mundo com mais infectados pela doença em números absolutos. É o terceiro dia consecutivo em que o país asiático reporta mais de 80 mil casos em 24 horas, enquanto no mesmo período o avanço brasileiro diário esteve entre 46 mil e 51 mil novas infecções. 

Segundo o painel atualizado em tempo real pela universidade americana Johns Hopkins, no início da madrugada deste sábado (horário de Brasília) a Índia somava 4.023.79 infecções acumuladas, ante 4.091.801 do Brasil. Os Estados Unidos seguem como país com mais casos confirmados, com cerca de 6,2 milhões. 

O Brasil superou oficialmente a marca de 4 milhões de infectados desde o início da pandemia na última quinta-feira. Embora ainda registre alta taxa diária de óbitos e novos casos, o país apresenta recentemente queda na taxa de contágio.

Já a Índia, a segunda nação mais populosa do mundo - com 1,3 bilhão de habitantes, cerca de seis vezes a população brasileira -, vive cenário oposto na progressão da pandemia, mas ainda está longe de Brasil, Estados Unidos e outros países na análise de casos e óbitos proporcionais à população.

Leia também:
Índia está pronta para produzir vacinas em massa contra a Covid-19, diz premiê

Vacina russa deve ser testada em 10 mil brasileiros daqui a 45 dias, diz TecPar

 

Índia é 3ª com mais mortes, mas distante de Brasil e EUA

A Índia começou a ver a taxa diária de casos acelerar a partir de maio, quando surtos já haviam eclodido com gravidade em outras regiões do planeta, como o Leste Asiático, a Europa e o continente americano. Desde então, porém, a aceleração tem sido constante em território indiano.

O país asiático atingiu a marca oficial de 1 milhão de casos do novo coronavírus em 17 de julho, praticamente um mês após o Brasil atingir o mesmo número de infecções. 

Embora o total acumulado de casos já seja comparável, a Índia ainda está distante do Brasil no número acumulado de óbitos por complicações da Covid-19. O país recentemtente ultrapassou o México e, na contagem da Johns Hopkins, já é o terceiro do mundo com mais mortes (69.561), mas longe dos números do Brasil (125.502 mortes) e Estados Unidos (187.765).