Biden deve anunciar primeiros nomes de seu gabinete na terça-feira (24)


Doina Chiacu, da Reuters
22 de novembro de 2020 às 15:56
O presidente eleito dos EUA, Joe Biden

O presidente eleito dos EUA, Joe Biden

Foto: Jonathan Ernst - 10.nov.2020 / Reuters

Joe Biden anunciará os primeiros nomes para o gabinete presidencial na terça-feira, disse um assessor sênior neste domingo (22).

Enquanto o presidente eleito avança com o planejamento de sua próxima administração, o presidente Donald Trump não dá sinais de abandonar sua tentativa de deslegitimar as eleições dos Estados Unidos.

Desde que Biden foi declarado, há duas semanas, vencedor das eleições do dia 3 de novembro, Trump lançou mão de uma enxurrada de ações judiciais e montou uma campanha para impedir que os funcionários estaduais certificassem os votos totais, sofrendo outro duro revés jurídico no sábado na Pensilvânia.

Leia também:

Tentativas de Trump de reverter derrota nas urnas começam a colapsar

Twitter e Facebook vão transferir conta de presidente dos EUA para Biden

Ron Klain, escolhido por Biden para ser chefe de gabinete da Casa Branca, reiterou o apelo de sua campanha para que a administração Trump --especificamente uma agência federal chamada Administração de Serviços Gerais-- reconheça formalmente a vitória de Biden para liberar recursos para o processo de transição.

"Espero que a chefia da Administração de Serviços Gerais faça seu trabalho", disse Klain, referindo-se à Emily Murphy.

Klain afirmou que os esforços do presidente republicano para reverter os resultados eleitorais foram uma vergonha e também ineficazes. O democrata Biden deve assumir o cargo em 20 de janeiro.

Klain disse que Biden vai anunciar suas primeiras escolhas para o gabinete na terça-feira, mas não quis revelar quais serão. Biden afirmou, na quinta-feira, que tinha escolhido seu secretário do Tesouro, acrescentando que o indicado faria sentido para "todos os elementos do Partido Democrata... de coalizões progressistas às moderadas".

Os candidatos da lista de Biden incluem a ex-presidente do Federal Reserve (Fed) Janet Yellen, a atual diretora do Fed Lael Brainard, Sarah Bloom Raskin, ex-diretora do Fed, e Raphael Bostic, presidente do Federal Reserve Bank de Atlanta.