Países do Reino Unido se unem para aliviar restrições durante o Natal


Paul Sandle, da Reuters
22 de novembro de 2020 às 14:52 | Atualizado 22 de novembro de 2020 às 15:11
Mercado de Natal

Mercados de Natal são tradicionais em diversos países do Hemisfério Norte

Foto: ShenXin/ Pixabay
 
 

O governo britânico disse, neste domingo (22), que está trabalhando com Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte para aliviar as restrições sociais de Covid-19 durante o Natal para permitir que as famílias se reúnam.

O ministro-chefe do gabinete, Michael Gove, discutiu a questão com os primeiros-ministros das administrações descentralizadas no sábado, segundo o governo, e eles concordaram que é importante que famílias e amigos se reúnam de forma cuidadosa e limitada, embora reconhecendo que não será um período festivo normal.

Leia mais:

Em tempos de Covid-19, Papai Noel vai parar em vitrine de shopping no RJ

Portugal vai suspender viagens e fechar escolas antes de feriados nacionais

"Como tal, os ministros endossaram o objetivo comum de facilitar algumas bolhas domésticas limitadas por um pequeno número de dias, mas também enfatizaram que o público será aconselhado a ter cautela e, sempre que possível, as pessoas devem evitar viajar e minimizar o contato social", disse.

O ministro das Finanças, Rishi Sunak, afirmou neste domingo que os britânicos não terão um Natal normal neste ano, mas que o governo procura maneiras de permitir que as famílias se reúnam.