Covid-19: Reino Unido espera começar a vacinar a população em dezembro

Secretário de Saúde do país afirmou que ‘maior parte do programa de vacinação será em janeiro, fevereiro e março’

Da CNN
23 de novembro de 2020 às 10:33 | Atualizado 23 de novembro de 2020 às 11:34


Após a AstraZeneca se tornar a mais nova farmacêutica a divulgar resultados animadores dos testes clínicos da vacina contra a Covid-19 nesta segunda-feira (23), o secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, disse que o governo espera começar a vacinar a população em dezembro, a depender da aprovação da substância.

Assista e leia também:
A vacina na reta final: como é possível produzir um imunizante em tempo recorde
Coronavac, AstraZeneca e Pfizer estão no mesmo estágio de validação no Brasil
Acordos atuais garantiriam imunização para 1/3 dos brasileiros, diz ministério

Pessoas andam de máscaras pelas ruas no Reino Unido
Foto: REUTERS/Hannah McKay


“Sujeito a essa aprovação, esperamos poder começar a vacinação no próximo mês. A maior parte do programa de vacinação será em janeiro, fevereiro e março, e esperamos que algum tempo depois da Páscoa as coisas possam começar a voltar ao normal”, afirmou Hancock à emissora BBC. Outros países também esperam iniciar a vacinação em dezembro.

Moncef Slaoui, líder dos esforços do governo dos EUA para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, declarou que os primeiros norte-americanos podem receber a vacina, se tudo sair como o planejado, na segunda semana de dezembro.

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse na semana passada que espera que uma vacina seja aprovada na Europa em dezembro ou “logo após a virada do ano”.

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, por sua vez, afirmou na sexta-feira (20) que uma parte “muito significativa” da população do país pode ser vacinada na primeira metade de 2021. 

(Com informações de Sharon Braithwaite, Naomi Thomas, Vasco Cotovio e Nadine Schmidt, da CNN, em Atlanta)