Primeiro na América Latina: México começa vacinação contra o novo coronavírus

Trata-se do primeiro país da América Latina a iniciar a imunização de sua população, utilizando inicialmente a vacina da Pfizer

Matheus Prado, da CNN, em São Paulo
24 de dezembro de 2020 às 11:22 | Atualizado 24 de dezembro de 2020 às 16:20

 

O México começou nesta quinta-feira (24) a vacinar sua população contra o novo coronavírus. Trata-se do primeiro país da América Latina a iniciar a imunização de sua população, utilizando inicialmente a vacina da Pfizer.

Vindo da Bélgica, o primeiro carregamento do imunizante chegou à Cidade do México na terça-feira (23). O governo mexicano já garantiu mais de 200 milhões de doses de vacinas, 34,4 milhões delas do consórcio entre a farmacêutica americana o laboratório alemão BioNTech.

Leia também:
Alabama: Paciente com histórico alérgico tem reação severa com vacina da Pfizer
Milhões de doses de vacinas dos EUA seguem sem uso e colocam meta em xeque
Novo carregamento da Coronavac chega ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP)

vacinação do México
Foto: Reprodução/Governo do México/Twitter


 A enfermeira María Irene Ramírez, chefe da unidade intensiva do Hospital Geral do México, foi a primeira a receber a imunização no país. "Estou um pouco nervosa mas muito feliz, é o melhor presente que poderia receber em 2020", disse

Com quase 130 milhões de habitantes, o México já registrou 1,350 milhão de casos e 120 mil mortes pelo novo coronavírus, aponta a Universidade Johns Hopkins.

Também nesta quinta, o Chile recebeu suas primeiras doses da vacina da Pfizer e começou a imunização da população. O Brasil segue sem previsão para início da vacinação.