Montagem que circula na polícia de Los Angeles ironiza morte de George Floyd

Circula no Departamento de Polícia de Los Angeles um bilhete do dia dos namorados com imagens de George Floyd e a frase "você tira o meu fôlego"

Maria Caspani, da Reuters
15 de fevereiro de 2021 às 18:05 | Atualizado 15 de fevereiro de 2021 às 18:07
George Floyd foi morto por um policial durante uma abordagem em maio
George Floyd foi morto por um policial durante uma abordagem em maio
Foto: Ben Crump Law Firm

A advogada responsável pela defesa da família de George Floyd emitiu um comunicado nesta segunda-feira (15) contra o Departamento de Polícia de Los Angeles, por conta de denúncias veiculadas na imprensa norte-americana.

Segundo a profissional, policiais teriam divulgado um cartão dos dias namorados, ironizando a morte de Floyd. Na imagem, a foto dele aparece com a frase "você rouba a minha respiração".

O chefe do departamento de polícia, Michel Moore, confirmou ao Los Angeles Times, no último final de semana, que a imagem circula entre os membros da corporação.

Uma investigação foi aberta. Os responsáveis pela apuração afirmam ter recebido a denúncia de um dos funcionários sobre a existência da montagem. 

Moore disse também que o policial responsável pela montagem será interrogado nesta segunda-feira e o departamento trabalha para apurar como e por onde a imagem teria chegado ao ambiente de trabalho.

"As pessoas vão encontrar minha ira", afirmou o chefe do departamento, caso seja confirmada a informação de que oficiais estavam compartilhando a montagem.

Em resposta, um advogado que atua na área dos direitos civis pediu o acompanhamento do caso e desculpas imediatas à família de George Floyd.

"A família de Floyd está compreensivelmente indignada. Isso está além de um insulto em cima de um ferimento - é um ferimento em cima da morte. O tipo de insensibilidade e crueldade necessárias dentro da alma de uma pessoa para fazer algo assim foge à compreensão - e é indicativo de um problema muito maior dentro da cultura do Departamento de Polícia de Los Angeles", afirmou.

O Departamento de Polícia de Los Angeles não respondeu ao pedido da Reuters para que comentassem o caso.

O caso Floyd

George Floyd, de 46 anos, era um homem negro e foi assassinado por Derick Chauvin, um policial branco da cidade de Minneapolis, no estado de Minnessota, nos Estados Unidos, em 25 de maio de 2020.

Durante a abordagem que culminou em sua morte, Floyd repetiu diversas vezes a frase "eu não consigo respirar" enquanto o policial o asfixiava com o joelho em seu pescoço. A morte dele eclodiu centenas de protestos contra a brutalidade policial nos Estados Unidos e no mundo, além de suscitar debates sobre racismo.

O julgamento do policial Dereck Chauvin está marcado para ter início no dia 8 de março, os outros 3 policiais envolvidos no assassinato de Floyd serão julgados em agosto, de acordo com informações do tribunal.