Relatos de moradores revelam como a água virou um grande problema no Texas

Quase 800 sistemas de água locais relataram interrupções em seu serviço, afetando aproximadamente 13 milhões de residentes

Da CNN
21 de fevereiro de 2021 às 18:31
Água congelada em placa no Texas, 18 de fevereiro de 2021
Água congelada em placa no Texas, 18 de fevereiro de 2021
Foto: Joe Raedle / Getty Images

 

Enquanto milhões de pessoas que vivem no Texas lutam contra quedas de energia e baixas temperaturas durante a forte tempestade de inverno, um elemento se mostrou especialmente problemático — a água.

Quer se trate de muita ou pouca água, alta pressão ou baixa pressão, ou simplesmente do elemento na forma errada, a água tem sido um grande problema para os texanos durante a catástrofe que está em curso.

 

"Muitas pessoas estão perdendo água na minha área e foram informadas de que fechariam a água para toda a cidade sem saber quando voltaria, então enchemos jarras e banheiras", diz um residente de San Antonio Jordan Orta à CNN. "Fui ao H-E-B (nome de uma rede de supermercados) ontem e não sobrou água, então se perdermos água, é tudo o que temos até sabe-se lá quando."

Quase 800 sistemas de água locais relataram interrupções em seu serviço, afetando aproximadamente 13 milhões de residentes, disseram autoridades estaduais na tarde de quinta-feira.

Aqui está um resumo de como os problemas com a água tornaram uma crise já difícil ainda pior para milhões:

Corpo de bombeiros, hospitais e aeroportos lutam

Com canos estourados, sem geradores em operação e até mesmo hidrantes congelados, a pressão da água em todo o estado foi atingida.

Para os bombeiros do Corpo de Bombeiros de San Antonio, a baixa pressão da água por causa do frio significa que eles têm que fazer mais com menos.

"Nossa atuação padrão envolveria várias mangueiras e muita água no fogo, então obviamente apenas tivemos que nos ajustar", disse o porta-voz Joseph Arrington.

Enquanto isso, no Aeroporto Hobby de Houston, os voos foram cancelados ou desviados na quarta-feira devido à falta de água. As equipes forneceram água não consumível aos banheiros do aeroporto a partir de tanques portáteis de armazenamento de água. O serviço limitado de água foi restaurado na manhã de quinta-feira e o aeroporto estava operacional, disseram as autoridades.

Hospitais também não estão a salvo

A juíza do condado de Harris, Lina Hidalgo, chamou a baixa pressão da água de "um problema enorme" para os hospitais e pediu à comunidade que parasse de pingar torneiras em um esforço para manter a pressão da água alta.

Os hospitais Houston Methodist West e Houston Methodist Baytown ainda funcionavam sem água na tarde de quinta-feira, de acordo com o gerente de relações públicas do Houston Methodist, Gale Smith.

“Eles foram criativos, desde transportar água para consumo até coletar água da chuva para usar na descarga de vasos sanitários”, disse Smith à CNN.

Água de piscina para beber e dar descarga

Alguns estão usando neve derretida e água de piscina para beber e dar descarga. A baixa pressão da água dificultou as necessidades básicas, como usar o banheiro.

Na Universidade McMurry, em Abilene, os residentes estão usando a neve derretida e a água da piscina do campus para dar descarga, com membros do time de futebol e outros voluntários levando água para os dormitórios.

Mas a falta de água também significa que o campus teve que desligar uma caldeira de um conjunto residencial, que fornece aquecimento para esses dormitórios. Como resultado, a escola abriu uma instalação de aquecimento para os residentes.

E eles não são os únicos a ficar criativos.

Em Crestview, Smita Pande disse à CNN que ela e outros moradores podem ter que usar neve derretida para beber quando a água engarrafada acabar.

 

"Não previmos que a água seria cortada, mas assim que acabou, presumimos o 'pior cenário' e apenas pegamos a neve da varanda e colocamos em chaleiras e potes para usarmos como água potável, caso a gente não consiga recuperar a água tão cedo ", disse Pande.

Brenda Aly, de San Antonio, se viu em situação semelhante, usando água da piscina de um vizinho e neve para encher tanques de banheiro e lavar pratos.

"De vez em quando, sentamos em nossos carros na garagem para aquecer e carregar nossos telefones", disse ela. "Depois que a nossa água engarrafada acabar, nossa única opção de água potável será a neve, até que nossa água volte ou as lojas abram."

Conforme os canos congelam, os tetos desabam

O problema não para com a hidratação, no entanto.

Sandra Erickson, que mora em Friendswood, nos arredores de Houston, disse que ficou tão frio na casa que os canos estouraram - fazendo com que o teto de três quartos desabasse.

"Podíamos ouvir a água escorrendo entre as paredes", disse Erickson.

A luz acabou de piscar, disse ela na quarta-feira, mas eles estavam sem energia desde segunda-feira. Ela também não tem muita fé em que continue.

"Estamos em casa e temos a lareira para nos aquecer", disse ela. "Não temos para onde ir."

E eles não estão sozinhos. Hidalgo, juiz do condado de Harris, disse que mais de um milhão de casas não têm energia elétrica e, portanto, estão enfrentando problemas de água porque alguns canos rompem com o frio.

“Portanto, estamos vendo os efeitos secundários e posteriores da falta de energia. Alguns canos estouram por causa do congelamento da água”, disse ela. "Outros têm baixa pressão porque os geradores que suportam a pressão estão desligados. Portanto, muitas de nossas cidades ... estão relatando problemas."

Orintação oficial é ferver a água para consumo 

Na quinta-feira, cerca de 13 milhões de texanos foram orientados a ferver a água antes do consumo, disse o comissário Toby Baker, da Comissão de Qualidade Ambiental do Texas - um número particularmente sombrio, considerando que muitos podem estar sem energia para ferver água.

Em Waco, o prefeito Dillon Meek está pedindo aos moradores que diminuam o uso da água, depois que um falso boato disse que a água seria cortada permanentemente.

Enquanto isso, em Galveston, grandes falhas no sistema colocam o abastecimento de água em níveis extremamente baixos.

Mesmo quando a água voltar, a cidade continuará tendo que seguir o alerta para ferver água, disse um comunicado.