Casos de Covid-19 voltam a subir na Índia após cinco meses de recuo

A pandemia também recrudesceu na Polônia, que passa por seu pior momento desde a primeira infecção por coronavírus no país

da CNN*
24 de março de 2021 às 11:57
Mercado lotado em Mumbai, na Índia, durante pandemia de Covid-19
Mercado lotado em Mumbai, na Índia, durante pandemia de Covid-19
Foto: Niharika Kulkarni/Reuters (22.mar.2021)

A Índia atingiu nesta quarta-feira (24) o maior número de mortes em um único dia por Covid-19 neste ano. O gigante asiático relatou 275 mortes por Covid-19, o maior aumento diário desde 31 de dezembro, de acordo com uma contagem feita pela CNN com dados do Ministério da Saúde local.

O país também relatou 47.262 novas infecções, o maior número em um único dia desde 12 de novembro. Ao todo, foram confirmados 11.734.058 casos e 160.441 vítimas da doença no país.

Isso ocorre no momento em que a Índia marca um ano desde que o primeiro bloqueio nacional de Covid-19 foi imposto no país, forçando 1,3 bilhão de indianos a ficarem dentro de casa.

Em vista do "novo aumento de casos em algumas partes do país", o Ministério de Assuntos Internos anunciou, na terça-feira, novas diretrizes de controle da Covid-19 que estarão em vigor até o final de abril.

A Índia registrou mais de 35 mil novos casos por dia durante sete dias consecutivos. Esse aumento acontece depois de um "declínio no número de casos ativos sustentado por cerca de cinco meses", de acordo com o Ministério de Assuntos Internos.

Algumas das medidas descritas no comunicado oficial emitido na terça-feira (23) incluíram o isolamento rápido de casos positivos e o rastreamento de contatos de pacientes positivos para Covid-19 em 72 horas.

De acordo com o Ministério da Saúde, as regiões de Maharashtra, Punjab, Gujarat, Chhattisgarh e Tamil Nadu foram responsáveis por 81% dos novos casos notificados nas últimas 24 horas. Partes de muitos desses estados impuseram bloqueios completos ou parciais e toques de recolher noturnos para conter a propagação do vírus.

A Índia distribuiu mais de 50 milhões de doses de vacina desde 16 de janeiro, quando começou a vacinar os profissionais de saúde que atuam na linha de frente, bem como aqueles com mais de 60 anos ou mais de 45 anos com comorbidades. Todo mundo com 45 anos ou mais será incluído na lista a partir de 1º de abril, de acordo com o Ministério da Saúde.

Polônia

A Polônia relatou o maior número de mortes e casos de Covid-19 desde o início da pandemia. Na quarta-feira, o país europeu registrou o maior número de mortes diárias desde o início da pandemia. Foram 575 novas fatalidades, de acordo com dados anunciados por seu ministério da saúde.

O país também registrou 29.978 novos casos de Covid-19 na quarta-feira, uma das maiores contagens diárias desde o início da pandemia.

A Polônia relatou um total de 2.120.671 casos de Covid-19 e 50.340 mortes relacionadas à doença desde o início da pandemia, de acordo com o Ministério da Saúde.

(*Com informações de Antonia Mortensen e Esha Mitra, da CNN)