Kamala Harris lidera conselho espacial nos Estados Unidos

"Como eu disse antes: na América, quando miramos na Lua, plantamos nossa bandeira nela", escreveu a vice-presidente em seu perfil no Twitter

Jasmine Wright, da CNN
02 de maio de 2021 às 08:12 | Atualizado 02 de maio de 2021 às 08:25
A vice-presidente,Kamala Harris
Kamala Harris, vice-presidente dos EUA, assume conselho espacial
Foto: Reprodução (20.jan.21)

O governo Biden manterá o Conselho Nacional do Espaço e a vice-presidente Kamala Harris o presidirá, de acordo com altos funcionários do governo, acrescentando outro item a sua pasta. 

Harris confirmou seu novo papel no sábado, escrevendo em um tuite: "Como eu disse antes: na América, quando miramos na Lua, plantamos nossa bandeira nela. Tenho a honra de liderar nosso Conselho Espacial Nacional." 

Harris "pretende colocar sua marca pessoal no Conselho", disse um alto funcionário do governo. A funcionária listou suas prioridades pessoais como educação nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM, na sigla em inglês), segurança cibernética, apoio ao desenvolvimento sustentável da atividade comercial espacial, diversidade na força de trabalho e promoção de normas pacíficas e comportamentos responsáveis no espaço, entre outras.

O Conselho Espacial Nacional foi liderado pelo vice-presidente antecessor de Harris, Mike Pence, durante a administração Trump. O presidente Donald Trump ressuscitou o conselho em 2017 por ordem executiva e, posteriormente, pediu a criação de uma "Força Espacial" que criaria um sexto ramo das forças armadas.

As autoridades afirmam que, por enquanto, o Conselho Espacial Nacional vai operar sob a mesma ordem executiva de 2017 e não tomou uma decisão se as mudanças são necessárias, mas pretende revisá-lo.

Como foi o caso dos conselhos espaciais anteriores, a última iteração ajudará o presidente a gerar políticas e estratégias espaciais nacionais e a sincronizar as atividades espaciais de segurança nacional e comercial civil da América, disseram as autoridades.

"Em outras palavras, os objetivos básicos do conselho, como segurança nacional, ciência básica, desenvolvimento tecnológico, contribuições para o crescimento econômico dos Estados Unidos e o setor comercial, serão mantidos", disse um funcionário.

Questionado sobre a diferença entre o mandato de Harris e o de Pence, um funcionário disse: "Vou apenas dizer sem fazer muito contraste, acho que sua abordagem para isso será apenas fazer o trabalho e usar isso para liderar nossa política espacial. E não focar realmente, talvez, tanto em grandes telas, mas em fazer o trabalho."

Altos funcionários não listariam onde presidir o Conselho Espacial Nacional está entre as outras prioridades do portfólio de Harris, que agora incluem esforços diplomáticos para conter o fluxo de migrantes no Triângulo Norte e os esforços do governo para expandir a internet banda larga de alta velocidade.

"Ela tem muito o que fazer, como foi dito originalmente, e esta é apenas mais uma grande tarefa que ela está assumindo porque é importante. É importante para o presidente e para o país", disse a autoridade.

A vice-presidente jurará a Bill Nelson, novo administrador da Nasa, nesta segunda-feira (3).

Harris, como vice-presidente, se envolveu repetidamente com membros da Nasa — falando com as astronautas Shannon Walker e Kate Rubins virtualmente para marcar o Mês da História da Mulher em março, bem como com o astronauta Victor Glover em fevereiro.

O processo de encontrar um secretário executivo civil, que seria nomeado pelo presidente, ainda está em andamento, disse o funcionário.

Não há data oficial para a primeira reunião formal do Conselho Espacial Nacional, mas funcionários do alto escalão do governo disseram que Harris começará em breve.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).