Alemanha volta a cancelar Oktoberfest devido à Covid-19

A festa atrai cerca de 6 milhões de visitantes a Munique todos os anos, muitos do exterior

Riham Alkousaa e Maria Sheahan, da Reuters, em Berlim
03 de maio de 2021 às 15:24
Oktoberfest, em Munique, Alemanha
Pessoas brindam em cervejaria perto de Theresienwiese, na cidade de Munique, na Alemanha, onde a Oktoberfest teria acontecido
Foto: REUTERS/Andreas Gebert

A Oktoberfest, o maior festival anual de cerveja do mundo, não acontecerá pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia do novo coronavírus, anunciou o premiê da Baviera, Estado do sul alemão, nesta segunda-feira (3).

A festa atrai cerca de 6 milhões de visitantes a Munique todos os anos, muitos do exterior. Os participantes se sentam em mesas comunitárias compridas para tomar cerveja, comer salsichas, pretzels e joelho de porco e ouvir bandas de oompah.

O premiê bávaro, Markus Soeder, disse aos jornalistas que é necessário cancelar grandes eventos como a Oktoberfest novamente neste ano, porque eles exigem grandes comprometimentos financeiros e o risco é grande demais, dada a incerteza sobre quando a pandemia pode amenizar.

"Além disso, em salões clássicos de cerveja medidas como distanciamento social e uso de máscaras não podem ser aplicadas", disse Soeder.

A Alemanha já vacinou mais de 28% de sua população. Como as imunizações estão aumentando e as infecções caindo, o país espera que as restrições readotadas em novembro e endurecidas ainda mais na semana passada sejam suspensas em breve.

A Oktoberfest deste ano deveria acontecer entre 18 de setembro e 3 de outubro.