Expectativa de vida nos EUA cai um ano e meio em 2020 devido à Covid-19, diz CDC

É a maior queda em um ano desde a Segunda Guerra Mundial, quando a expectativa de vida caiu 2,9 anos entre 1942 e 1943

Dania Nadeem, da Reuters
21 de julho de 2021 às 11:59 | Atualizado 21 de julho de 2021 às 18:27

 

A expectativa de vida nos Estados Unidos caiu um ano e meio em 2020, para 77,3 anos, o menor nível desde 2003, principalmente devido às mortes causadas pela pandemia de Covid-19, disse uma agência de saúde norte-americana nesta quarta-feira (21).

É a maior queda em um ano desde a Segunda Guerra Mundial, quando a expectativa de vida caiu 2,9 anos entre 1942 e 1943, afirmou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, sigla em inglês).

"A expectativa de vida vinha crescendo gradativamente todos os anos na última década", afirmou Elizabeth Arias, pesquisadora do CDC que trabalhou no relatório, à Reuters. "A queda entre 2019 e 2020 foi tão grande que nos levou aos níveis de 2003. Nós meio que perdemos uma década."

Mortes por Covid-19 contribuíram para quase três quartos, ou 74%, da queda, e overdoses de drogas também foram um grande fator, disse o CDC.

O mais recente relatório do CDC é baseado em dados de mortalidade provisórios de janeiro a dezembro de 2020.

As disparidades raciais, étnicas e de gênero pioraram durante o período, segundo o relatório. A expectativa de vida para pessoas negras caiu 2,9 anos, para 71,8, em 2020, o menor nível desde 2000. A expectativa de vida para homens hispânicos caiu 3,7 anos, para 75,3, a maior queda em qualquer grupo.

A disparidade em expectativa de vida entre homens e mulheres também aumentou em 2020, com mulheres agora vivendo 80,2 anos, ou 5,7 anos a mais que os homens --seis meses a mais do que havia sido visto em 2019.

(Por Dania Nadeem; reportagem adicional de Trisha Roy em Bengaluru)

Paciente com Covid-19 é intubada em hospital do Texas, nos EUA
Foto: Go Nakamura - 11.dez.2020/Getty Images