Acordo dos EUA, Reino Unido e Austrália de submarinos nucleares enfurece China

A França também criticou a negociação e o presidente norte-americano, Joe Biden

Heloisa Villelada CNN

em Nova York

Ouvir notícia

A China reagiu com fúria ao pacto de segurança firmado entre Austrália, Reino Unido e os Estados Unidos. Pequim afirmou que os três países estão fazendo “jogos geopolíticos” no acordo que permite aos australianos adquirirem submarinos movidos à energia nuclear.

Segundo os chineses, esses países precisam deixar de lado a mentalidade da Guerra Fria. O ministro das Relações Exteriores francês, Jean-Yves Le Drian, também criticou a negociação, afirmando que o presidente norte-americano, Joe Biden, agiu como o seu antecessor, Donald Trump.

“É uma facada nas costas. Criamos uma relação de confiança com a Austrália e essa confiança foi quebrada”, disse Le Drian à Rádio “franceinfo”.

A China também pediu oficialmente nesta quinta-feira (16) adesão ao Acordo de Associação Transpacífico (TPP). Trump tentou participar desse entendimento com outros 11 países em 2016, mas os Estados Unidos acabaram por ficar de fora.

Mais Recentes da CNN