Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Agência da ONU teme que Israel ataque instalações nucleares do Irã

    Irã afirma que o seu programa nuclear é inteiramente pacífico, mas as potências ocidentais acusam Teerã de tentar fabricar bombas atômicas

    Carro de segurança passa em frente a unidade nuclear de Natanz, a 300 km ao sul de Teerã
    Carro de segurança passa em frente a unidade nuclear de Natanz, a 300 km ao sul de Teerã Foto: Reuters

    Reuters

    O chefe da vigilância nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou nesta segunda-feira (15) que está preocupado com a possibilidade de Israel ter como alvo instalações nucleares iranianas, mas que as inspeções da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em instalações iranianas seriam retomadas na terça-feira.

    Nesta segunda-feira, o chefe do exército israelense disse que seu país responderia à ofensiva comandada pelo Irã no fim de semana, lançada em retaliação a um suposto ataque aéreo israelense ao complexo de sua embaixada em Damasco, na Síria, em 1º de abril.

    O diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi, disse que o Irã fechou suas instalações nucleares no domingo por “considerações de segurança” e que, embora tenham reaberto na segunda-feira, ele manteve os inspetores da AIEA afastados “até vermos que a situação está completamente calma”.

    “Vamos retomar amanhã [terça]”, disse Grossi a repórteres em Nova York. “Isso não teve impacto em nossa atividade de inspeção.”

    Quando questionado sobre a possibilidade de um ataque de Israel às instalações nucleares iranianas, Grossi disse: “Estamos sempre preocupados com esta possibilidade”. Ele pediu “contenção extrema”.

    A AIEA inspeciona regularmente as principais instalações nucleares do Irão, como as suas centrais de enriquecimento em Natanz, que estão no centro do programa nuclear do país.

    O Irã afirma que o seu programa nuclear é inteiramente pacífico, mas as potências ocidentais acusam Teerã de tentar fabricar bombas nucleares.