Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Alec Baldwin é acusado novamente de homicídio culposo por morte no set de “Rust”

    Diretora de fotografia Halyna Hutchins morreu após arma que o ator empunhava disparar

    Ator Alec Baldwin chega para cerimônia do Emmy em 2017
    Ator Alec Baldwin chega para cerimônia do Emmy em 2017 Reuters

    Da CNN

    O ator Alec Baldwin foi acusado por um grande júri do Novo México, Estados Unidos, pela morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, em 2021, no set do filme Rust, no condado de Santa Fé, no Novo México, mostram novos documentos judiciais.

    Baldwin é acusado de duas denúncias de homicídio culposo.

    A primeira acusação de homicídio culposo é descrita em documentos judiciais como “uso negligente de arma de fogo”, e a segunda como homicídio culposo sem a devida cautela ou circunspecção, que é detalhada como “um ato cometido com total desrespeito ou indiferença à segurança de outros”.

    “Estamos ansiosos pelo nosso dia no tribunal”, destacaram os advogados de Baldwin, Luke Nikas e Alex Spiro, à CNN em comunicado nesta sexta-feira (19).

    Os representantes do ator disseram anteriormente que o cliente não é culpado. Baldwin negou ter puxado o gatilho da arma em uma entrevista anterior à CNN.

    A diretora de fotografia Halyna Hutchins foi morta, e o diretor Joel Souza ficou ferido, quando uma arma empunhada por Baldwin disparou durante um ensaio no set do filme.

    No ano passado, acusações de homicídio culposo contra Baldwin foram retiradas. À época, os promotores afirmaram que não poderiam “prosseguir sob as atuais restrições de tempo e com base nos fatos e evidências entregues pelas autoridades policiais em sua forma existente” devido a “novas fatos” no caso.

    A decisão de retirar a acusação contra o ator em abril do ano passado veio depois que as autoridades souberam que a arma usada no caso pode ter sido modificada, explicou uma fonte policial à CNN.

    Em outubro, os promotores disseram que “surgiram fatos adicionais que acreditamos mostrarem que o Sr. Baldwin tem culpabilidade criminal pela morte de Halyna Hutchins” e sinalizaram que um grande júri decidiria sobre a acusação.

    A armeira Hannah Gutierrez Reed também enfrenta acusações de homicídio culposo no caso. Ela se declarou inocente.

    O assistente de direção do filme, David Halls, foi identificado como a pessoa que entregou a arma de fogo a Baldwin naquele dia.

    Em 2023, ele assinou um acordo de confissão “pela acusação de uso negligente de arma mortal”, disseram os promotores, observando que os termos do acordo incluem seis meses de liberdade condicional.

    A advogada Gloria Allred, que representa a família de Hutchins em um processo civil contra Baldwin, respondeu à nova acusação em uma declaração à CNN.

    “Eles continuam procurando a verdade no nosso processo civil para eles e também gostariam que houvesse responsabilização no sistema de justiça criminal”, pontuou Allred.

    “Estamos ansiosos pelo julgamento criminal que determinará se ele deve ser condenado pela morte prematura de Halyna”, concluiu.