Alex Saab, suposto testa de ferro de Nicolás Maduro, é extraditado para os EUA

Saab foi transferido de seu local de prisão domiciliar na Ilha do Sal, em Cabo Verde, para um avião do Departamento de Justiça dos EUA

Cartaz pedindo a libertação de Alex Saab, em Caracas
Cartaz pedindo a libertação de Alex Saab, em Caracas 09/09/2021 REUTERS/Leonardo Fernandez Viloria

Vasco Cotovioda CNN

Ouvir notícia

Alex Saab, um empresário colombiano e suposto financiador do presidente venezuelano Nicolás Maduro, foi extraditado de Cabo Verde para os Estados Unidos, disse sua equipe de defesa legal à CNN neste sábado (16).

Saab foi transferido de seu local de prisão domiciliar na Ilha do Sal para um avião do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, disse a equipe.

Previa-se que Saab fosse transferido para Praia, capital de Cabo Verde, na ilha de Santiago, para atendimento médico.

Os sites de rastreamento de voos mostram um jato Gulfstream G550, registrado no Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que decolou do Aeroporto Internacional Amilcar Cabral, na Ilha do Sal, às 16h52, horário local (13h52 de Miami), no sábado.

O destino do avião do Departamento de Justiça dos EUA é desconhecido, mas o avião tinha voado para Cabo Verde de Manassas, na Virgínia, nos Estados Unidos, aterrando no Aeroporto Internacional Amilcar Cabral às 15h45 (13h45 de Brasília). A aeronave passou pouco mais de uma hora na pista.

A CNN entrou em contato com o Departamento de Justiça dos EUA para comentar.

Mais Recentes da CNN