Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Astronauta da foto histórica da Terra vista da Lua morre em acidente aéreo

    William Anders foi um dos três primeiros humanos a orbitar a Lua durante a missão Apollo 8 da NASA

    Astronauta aposentado William Anders
    Astronauta aposentado William Anders Reprodução | 'X' @jameswebb_nasa

    Steve GormanPeter Cooneyda Reuters

    William Anders, astronauta autor de foto histórica da Terra vista da Lua, morreu em um acidente aéreo nos Estados Unidos nesta sexta-feira (7).

    O astronauta aposentado foi um dos três primeiros humanos a orbitar a Lua, que capturou a foto “Earthrise”, durante a missão Apollo 8 da NASA.

    Anders morreu nesta sexta-feira (7) quando o pequeno avião que ele pilotava caiu no estado de Washington, segundo mídia local.

    William  Anders, de 90 anos, era a única pessoa a bordo da aeronave quando ela caiu na costa da Ilha Jones, parte do arquipélago das Ilhas San Juan entre Washington e a Ilha Vancouver, informou o Seattle Times, citando o filho do astronauta, Greg.

    De acordo com a estação de televisão KCPQ-TV, afiliada da Fox em Tacoma, Anders, residente no condado de San Juan, estava no controle de um T-34 Mentor monomotor antigo da Força Aérea de sua propriedade.

    Imagens de vídeo mostradas no KCPQ mostraram um avião caindo dos céus antes de colidir na água perto da costa.

    O Gabinete do Xerife do Condado de San Juan não respondeu imediatamente a um pedido da Reuters para confirmação do acidente.

    Formado pela Academia Naval dos EUA e piloto da Força Aérea, Anders ingressou na NASA em 1963 como membro do terceiro grupo de astronautas.

    O astronauta não foi ao espaço até 21 de dezembro de 1968, quando a Apollo 8 decolou na primeira missão tripulada a deixar a órbita da Terra e viajar 386 mil km até a lua.

    Anders era o “novato” da tripulação, ao lado de Frank Borman, o comandante da missão, e James Lovell, que voou com Borman na Gemini 7 em 1965 e mais tarde comandou a malfadada Apollo 13.

    A Apollo 8, originalmente programada para 1969, foi adiada devido a preocupações de que os russos estavam acelerando os seus próprios planos para uma viagem ao redor da Lua até o final de 1968. Isso deu à tripulação apenas alguns meses para treinar para a missão histórica, mas altamente arriscada.

    Durante o voo, Anders capturou o que se tornou uma das fotografias mais icônicas da história, uma imagem da Terra surgindo no horizonte lunar.

    Ele também desempenhou um papel fundamental em outro episódio da missão da véspera de Natal – começando com a tripulação lendo o livro do Gênesis enquanto a Apollo 8 transmitia imagens da superfície lunar para a Terra.

    Os três astronautas foram recebidos como heróis nacionais quando pousaram três dias depois no Oceano Pacífico e foram homenageados como os “Homens do Ano” da revista Time.

    A missão abriu o caminho para a primeira aterragem da Apollo 11 na Lua, sete meses depois, garantindo a vitória dos EUA na “corrida espacial” da Guerra Fria com os soviéticos.

    O evento também foi aclamado por levantar o ânimo nacional no final de um dos anos mais traumáticos dos Estados Unidos, em que os americanos foram abalados pela guerra no Vietnã e por tumultos e assassinatos no país.