Biden anuncia US$ 800 milhões para ajuda militar à Ucrânia

Valor está incluso no pacote de US$ 13 bilhões sancionado na terça-feira

Tiago Tortellada CNN*

Ouvir notícia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou, nesta quarta-feira (16), a destinação de US$ 800 milhões para assistência militar à Ucrânia. O pacote incluirá mísseis antitanque, sistemas de defesa aérea e mais armas para defesa.

O valor vem do projeto de lei sancionado na terça-feira, que inclui um total de US$ 13,6 bilhões em novas ajudas. A Casa Branca havia pedido um total de US$ 10 bilhões para assistência ao país do Leste Europeu, mas o Congresso conseguiu a aprovação do montante ainda maior.

A ajuda à Ucrânia está vinculada a uma lei que estabelece limites de gastos para o governo federal para o ano fiscal de 2022, que começou em outubro.

Durante o pronunciamento, o presidente disse novamente que “a guerra na Ucrânia nunca será uma vitória para Putin“.

“Nossos parceiros e aliados estão comprometidos a enviar mais equipamentos e ajuda à Ucrânia”, complementou.

Ele também citou o discurso de Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, ao Congresso americano nesta quarta, afirmando que foi “convincente e significativo”.

Como será dividida a ajuda dos EUA:

Ajuda militar: cerca de US$ 6,5 bilhões, quase metade do pacote de ajuda. O valor irá para o Departamento de Defesa dos EUA para envie tropas para a região e equipamentos de defesa para a Ucrânia, de acordo com um resumo do projeto de lei fornecido pelo Comitê de Dotações da Câmara.

Os EUA enviaram milhares de tropas para a Europa, tanto antes quanto durante a invasão da Ucrânia pela Rússia. Mas colocar tropas no terreno na Ucrânia, que não é membro da Otan, é uma linha que os EUA e seus aliados ocidentais não estão dispostos a cruzar.

Ajuda humanitária: mais de US$ 4 bilhões serão fornecidos para apoio humanitário a refugiados que fogem da Ucrânia e pessoas deslocadas na Ucrânia, além de fornecer assistência alimentar emergencial, assistência médica e apoio urgente a comunidades vulneráveis ​​dentro da região, de acordo com uma ficha informativa fornecida pela Câmara. Comitê de Dotações.

Ajuda econômica: O pacote fornecerá quase US$ 1,8 bilhão para ajudar a responder às necessidades econômicas da Ucrânia e dos países vizinhos, como questões de segurança cibernética e energia.

A lei também prevê US$ 25 milhões para a Agência dos EUA para Mídia Global, uma agência federal independente, para combater a desinformação em transmissões de notícias no exterior. Outros US$ 120 milhões ajudarão a apoiar ativistas e jornalistas ucranianos locais e promoverão a responsabilização pelas violações russas dos direitos humanos.

*com informações da CNN Internacional

Mais Recentes da CNN