Biden diz que EUA vão trabalhar com Finlândia e Suécia contra ameaça à segurança

Países entraram nesta quarta-feira com pedido para aderirem à Otan

Presidente dos EUA, Joe Biden, na Casa Branca
Presidente dos EUA, Joe Biden, na Casa Branca 16/05/2022 REUTERS/Elizabeth Frantz

Da Reuters

Ouvir notícia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quarta-feira (18) que seu país vai trabalhar com a Finlândia e a Suécia para permanecerem vigilantes contra quaisquer ameaças à segurança de ambos os países enquanto a adesão deles à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) estiver sob avaliação.

Biden disse em um comunicado que apoia fortemente os pedidos da Finlândia e Suécia para aderirem à Otan, o que ele disse que “fortaleceria ainda mais nossa cooperação de defesa e beneficiaria toda a Aliança Transatlântica”.

Finlândia e a Suécia entregaram oficialmente seus pedidos de adesão à Otan ao secretário-geral da aliança militar, Jens Stoltenberg, nesta quarta-feira. A aprovação de todos os 30 aliados pode levar até um ano, dizem diplomatas.

“Os pedidos que você fizeram hoje são um passo histórico. Os aliados vão agora considerar os próximos passos em seu caminho para a Otan”, disse Stoltenberg após receber os pedidos dos embaixadores finlandês e sueco na sede da aliança militar em Bruxelas, na Bélgica.

“Os interesses de segurança de todos os aliados devem ser levados em consideração e estamos determinados a trabalhar em todas as questões e chegar a conclusões rápidas”, afirmou o secretário-geral.

(Publicado por Carolina Farias)

Mais Recentes da CNN