Biden telefona para Putin pela primeira vez e se diz preocupado com Navalny

Presidentes falaram também sobre interferência nas eleições, segundo os EUA, e sobre a Covid-19, segundo a Rússia

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Líderes de duas das maiores potências econômicas e políticas do mundo, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, conversaram pela primeira vez desde a mudança no comando da Casa Branca.

Os dois governos fizeram relatos distintos. Enquanto a Rússia diz que os dois trataram da cooperação pela Covid-19 e da economia, os Estados Unidos afirmaram que Biden tocou em temas polêmicos.

De acordo com a Casa Branca, Joe Biden disse a Putin estar preocupado com o tratamento que o governo de Moscou tem dado a manifestantes que protestam contra ele. Especificamente, sobre a prisão do líder oposicionista Alexei Navalny.

Navalny foi detido tão logo retornou a Moscou, no último dia 17, depois de ter se tratado de um envenenamento na Alemanha.

O manifestante acusa o presidente Vladimir Putin de querer matá-lo. A esposa do oposicionista, Yulia Navalnaya, também foi presa, no dia 23, durante um protesto em favor do marido.

Na lista de temas tensos expostos por Biden também estavam as informações da inteligência americana, que colocam a Rússia como suspeita de tentar interferir nas eleições recentes dos Estados Unidos bem como de ordenar a morte de soldados americanos no Afeganistão.

Mais Recentes da CNN