Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Biden tenta aliviar preocupações dos democratas com campanha na Pensilvânia

    Presidente insiste que vai continuar na corrida após desempenho fraco em debate da CNN

    Presidente dos EUA, Joe Biden
    Presidente dos EUA, Joe Biden 09/06/2024REUTERS/Elizabeth Frantz

    Andrea Shalalda Reuters

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, enfrentou uma pressão crescente neste domingo (7) de colegas democratas preocupados com sua candidatura, que ele pretendia amenizar com duas paradas no estado da Pensilvânia.

    Biden, de 81 anos, tem enfrentado crescentes apelos para encerrar sua campanha de reeleição depois que um desempenho hesitante em um debate em 27 de junho com o republicano Donald Trump, de 78 anos, levantou questões sobre sua capacidade de exercer o cargo por mais quatro anos.

    Ele prometeu permanecer na corrida, rejeitando os pedidos para que ele desistisse como “absurdos” em um e-mail de arrecadação de fundos no sábado (6).

    Os democratas também sugeriram que a vice-presidente Kamala Harris, vista como a candidata mais provável para substituir Biden nas eleições de 5 de novembro, caso ele desistisse, poderia ter um bom desempenho.

    A próxima semana é crucial, disse o senador democrata Chris Murphy no programa “State of the Union” da CNN. Ele encorajou o presidente a tentar realizar uma reunião ou entrevista coletiva para convencer os eleitores de que ele é “o velho Joe Biden”.

    “Acho que o presidente precisa fazer mais”, disse Murphy. “Eu acho que o tempo está passando.”

    Uma tão esperada entrevista de Biden na sexta-feira (5) com a ABC News pouco fez para aliviar as preocupações de legisladores e doadores.

    O representante democrata dos EUA, Adam Schiff, disse no programa “Meet the Press” da NBC que Biden precisa agir rapidamente para acabar com as preocupações.

    “Acho que ela (Harris) poderia muito bem vencer de forma esmagadora, mas antes de tomarmos uma decisão sobre quem mais deveria ser, o presidente precisa tomar uma decisão sobre se será ele”, disse Schiff.

    O líder democrata da Câmara, Hakeem Jeffries, agendou uma reunião neste domingo com os principais democratas da Câmara para discutir a candidatura do presidente.

    Na entrevista de sexta-feira, Biden disse que apenas o “Senhor Todo-Poderoso” poderia persuadi-lo a desistir, descartando a perspectiva de que os líderes democratas pudessem unir forças para tentar convencê-lo a renunciar.

    Visita a igreja

    Neste domingo, Biden discursará em um culto religioso negro no noroeste da Filadélfia antes de viajar para a capital do estado, Harrisburg, para um evento com membros do sindicato e democratas locais, disse sua campanha.

    A Pensilvânia é um dos cerca de meia dúzia de estados que podem oscilar entre Democratas ou Republicanos, que deverão determinar o resultado do que tem sido uma disputa acirrada.

    A viagem faz parte de uma campanha eleitoral de julho do Partido Democrata que inclui uma campanha de US$ 50 milhões destinada a eventos como os Jogos Olímpicos e viagens de Biden, sua esposa, a vice-presidente Kamala Harris e seu marido a todos os estados decisivos.

    A campanha disse que pretende que voluntários e funcionários batam nas portas de mais de 3 milhões de eleitores em julho e agosto.

    Será a décima visita de Biden à Pensilvânia durante o ciclo eleitoral de 2024.

    Espera-se que a pressão do Congresso aumente nos próximos dias, quando os congressistas voltam a Washington após um recesso de férias e os doadores refletem sobre a sua vontade de continuar financiando a campanha.

    A crise política está se desenrolando enquanto Biden se prepara para receber dezenas de líderes mundiais numa cúpula da Otan em Washington e para realizar uma rara coletiva de imprensa solo.

    Cinco congressistas dos EUA pediram que Biden encerrasse sua tentativa de reeleição, incluindo a deputada Angie Craig, de Minnesota, a primeira integrante democrata de um distrito decisivo na Câmara dos Representantes, com outros que se dizem prontos para aderir.

    “Dado o que vi e ouvi do presidente durante o debate da semana passada em Atlanta, juntamente com a falta de uma resposta enérgica do próprio presidente após esse debate, não acredito que ele possa efetivamente fazer campanha e vencer Donald Trump,” Craig, um dos principais alvos dos esforços republicanos da Câmara em 2024, postou no X.

    Duas cartas estão circulando entre os democratas da Câmara pedindo a renúncia de Biden, disseram fontes democratas da Câmara.

    O senador norte-americano Mark Warner, da Virgínia, convidou outros senadores para uma reunião na segunda-feira (8) para discutir a campanha de Biden. Biden disse aos repórteres que conversou com 20 democratas no Congresso, que o pediram para continuar. Biden disse não conhecer nenhum senador pronto para se juntar a Warner.