Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Brasileiro em Gaza relata espera de três dias para conseguir água potável

    Grupo que aguarda resgate em Rafah e Khan Younis está sendo orientado a estocar comida e produtos básicos

    Palestinos se amontoam e fazem fila para conseguir pão.
    Palestinos se amontoam e fazem fila para conseguir pão. Reprodução/ CNN

    Elis Barretoda CNN

    em Brasília

    O brasileiro Hasan Rabee relatou neste domingo (29) a dificuldade para conseguir água potável na Faixa de Gaza. Hasan está abrigado com a esposa e duas filhas numa casa em Khan Younis, a espera de liberação para atravessar a fronteira com o Egito e conseguir embarcar de volta para o Brasil.

    “Achei água depois três dias de falta, obrigado governo federal e embaixador Alessandro que está apoiando os brasileiros 24 horas. Obrigado presidente Lula por esse esforço de ajuda de cidadãos”, postou Hasan nas redes sociais.

    O governo tem enviado dinheiro para que os brasileiros possam garantir o mínimo para a sobrevivência. Os preços dos produtos na feira e nos mercados locais, no entanto, têm triplicado, às vezes quadruplicado. Por isso, as pessoas estão sendo orientadas a estocar comida e produtos básicos. A maior preocupação é com o racionamento de gás, água e comida.

    Um vídeo enviado à CNN pela Representação do Brasil na Palestina mostra civis amontoados tentando conseguir pão. Os relatos dão conta de que a situação de escassez é diária. Muitas vezes, a espera chega a ser de cinco horas para conseguir o alimento.

    Também neste domingo, milhares de cidadãos de Gaza invadiram armazéns e centros de distribuição da Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos (UNRWA) e pegaram farinha e itens básicos de sobrevivência.

    “Este é um sinal preocupante de que a ordem civil está começando a ruir depois de três semanas de guerra e de um cerco apertado a Gaza”, afirmou a UNRWA em comunicado.

    Pedidos de ajuda

    A Representação do Brasil na Palestina atualizou para 34 o número de pessoas que aguardam liberação para deixar a região de Gaza pela fronteira com o Egito em segurança.

    São 24 brasileiros e 10 palestinos. A maioria é formada por crianças e mulheres.

    Uma aeronave da Presidência da República aguarda o grupo em Cairo, desde 18 de outubro.

    Veja mais: Guerra avança com novos ataques de Israel por terra a Gaza