Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Câmara dos EUA avança na aprovação de ajuda externa à Ucrânia e a Israel

    Projetos de lei em análise na Casa somam cerca de US$ 95 bilhões; votação final deverá ocorrer neste sábado (20)

    Plenário da Câmara dos Estados Unidos
    Plenário da Câmara dos Estados Unidos House TV

    Annie GrayerHaley Talbotda CNN

    A Câmara dos Estados Unidos avançou nesta sexta-feira (19) em direção à aprovação de um pacote de ajuda externa à Ucrânia e a Israel. A votação final deverá ocorrer já no sábado (20).

    Em um movimento extraordinário, mais Democratas (165) do que Republicanos (151) aprovaram a medida. Os votos democratas foram necessários para superar a oposição do flanco direito do presidente da Câmara, Mike Johnson, o que deverá fazer com que aumente a pressão para que ele deixe o cargo.

    O Comitê de Regras da Câmara, liderado pelo Partido Republicano, também usou o apoio democrata na quinta-feira (18) para fazer avançar os projetos de lei.

    A medida deverá inflamar ainda mais os conservadores, que são contra a ajuda adicional à Ucrânia e ameaçaram o trabalho de Johnson por causa da questão.

    A atividade do comitê provocou mais um dia controverso no Capitólio, já que o impulso renovado para enviar ajuda externa à Ucrânia dividiu os republicanos da Câmara. A ala à direita do Partido Republicano se manifestou contra o plano e expressou sua raiva por um esforço separado para mudar as regras da Câmara em relação ao processo de destituição do presidente –uma mudança nas regras que Johnson disse na quinta-feira que não faria.

    Três republicanos –os deputados Thomas Massie, do Kentucky; Ralph Norman, da Carolina do Sul; e Chip Roy do Texas– votaram contra a legislação de ajuda externa no comitê na noite de quinta-feira, mas todos os democratas no painel votaram a favor.

    Três projetos de lei no pacote de ajuda externa forneceriam ajuda à Ucrânia, a Israel e à região do Indo-Pacífico, com esta última destinada a ajudar a dissuadir a agressão chinesa na área. Um quarto projeto de lei inclui outras prioridades do Partido Republicano, incluindo sanções ao Irã, a apreensão de ativos soberanos russos congelados e uma medida que pode levar à proibição nacional do TikTok.

    Os três projetos de lei de ajuda da Câmara somam cerca de US$ 95 bilhões –o mesmo montante que o projeto de lei do Senado incluía– com um ajuste de que US$ 10 bilhões em assistência econômica à Ucrânia são sob a forma de um empréstimo reembolsável, informou a CNN.

    Os projetos de lei de assistência são semelhantes à legislação de ajuda externa aprovada no Senado em fevereiro. O quarto projeto da Câmara não fazia parte do pacote do Senado.

    Em uma entrevista ao canal “Newsmax”, sugeriu que a votação ocorreria “no início do sábado”. Ele não deu mais detalhes e seu gabinete disse à CNN que o momento exato ainda está sendo definido.

    Pela regra, caso os projetos sejam aprovados na Câmara, eles serão reunidos em uma única emenda antes de serem encaminhados ao Senado.

    Na quinta-feira anterior, o House Freedom Caucus –um grupo dentro do Partido Republicano– tomou uma posição oficial instando os republicanos da Câmara a se oporem à votação processual, argumentando que “para proteger a fronteira, devemos acabar com a regra”.

    Com os republicanos controlando a Câmara por uma margem mínima, Johnson terá de contar com um número significativo de democratas para fazer com que o projeto ultrapasse obstáculos processuais, especialmente com um número crescente de radicais insatisfeitos com as disposições de segurança nas fronteiras.