Casa Branca recebe Willow, nova gata da família Biden

Jill Biden, primeira-dama dos EUA, publicou foto da pet nas redes sociais

Kate Bennettda CNN

Ouvir notícia

A primeira dama dos Estados Unidos, Jill Biden, revelou nesta sexta-feira (28) a tão esperada gata da família Biden.

Ela é uma gata cinzenta de dois anos e pelos curtos chamada Willow. O nome é inspirado na cidade natal da primeira-dama, Willow Grove, na Pensilvânia.

Biden encontrou Willow pela primeira vez em uma parada de campanha em 2020, de acordo com informações fornecidas pelo assessor de imprensa da primeira dama, Michael LaRosa, quando a gata subiu ao palco e os donos da fazenda onde o evento estava sendo realizado notaram o “vínculo imediato” que eles compartilharam.

“Willow está se instalando na Casa Branca com seus brinquedos favoritos, petiscos e muito espaço para cheirar e explorar”, disse LaRosa em uma declaração.

Em abril, a primeira-dama disse em uma entrevista que a gata estava “esperando nos bastidores”. Ela tem sido treinada por conhecidos durante os últimos meses.

Willow agora compartilha a Casa Branca com Commander, um cachorro pastor alemão de raça pura, que a Biden adotou em dezembro do ano passado.

O amado pastor alemão dos Bidens, Champ, morreu em junho com a idade de 13 anos. Seu outro pastor alemão chamado Major tem vivido longe da Casa Branca depois de alguns incidentes agressivos envolvendo os funcionários do local.

“Após consultas com treinadores de cães, behavioristas de animais e veterinários, a família decidiu seguir a recomendação coletiva dos especialistas de que seria mais seguro para o Major viver em um ambiente mais calmo com os amigos da família”, disse LaRosa anteriormente à CNN, observando que a decisão de mudar Major de local não era uma reação a um incidente específico, mas estava baseada em “vários meses de deliberação” da família Biden e “discussões com especialistas”.

A última vez que houve um gato de estimação na Casa Branca foi durante o governo de George W. Bush. Seu nome era India.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN