Com mais de 170 imigrantes a bordo, três barcos naufragam na costa da Líbia

Autoridades realizam buscas por viajantes à deriva na região

Forças navais encontraram um barco de borracha à deriva
Forças navais encontraram um barco de borracha à deriva Foto: Reprodução Reuters/ Flávio Casperini - SOS Mediterrance

Reuters

Ouvir notícia

As autoridades da Líbia realizam buscas por três barcos lotados com mais de 170 migrantes, relatados em perigo em mares agitados ao largo da Líbia. Nesta sexta-feira (23), a organização humanitária francesa SOS Mediterranee informou que as forças navais encontraram um barco de borracha à deriva, sem sobreviventes, com dez corpos flutuando nas proximidades.

O barco perdido foi um dos três que foram sinalizados em perigo pela linha direta civil Alarm Phone, o que levou a uma busca “em mares muito agitados, com ondas de até 6 metros”, disse SOS Mediterranee.

Três navios mercantes ajudaram o navio de resgate da instituição, Ocean Viking, a buscar os barcos em águas internacionais, a nordeste da cidade líbia de Trípoli.

A SOS Mediterranee disse que o navio mercante “My Rose” encontrou três cadáveres na água e um avião da agência de fronteira da UE, Frontex, avistou os destroços de um barco de borracha logo depois.

A Líbia, cheia de conflitos, é uma rota importante para os migrantes que buscam chegar à Europa. A ONG francesa disse que mais de 350 pessoas morreram este ano no Mediterrâneo Central durante as viagens perigosas.

“Os estados abandonam sua responsabilidade de coordenar as operações de busca e resgate, deixando os atores privados e a sociedade civil para preencher o vazio mortal que deixam para trás”, disse o SOS Mediteranee em um comunicado.

As agências da Organização das Nações Unidas (ONU) pediram a reativação das operações de busca e resgate lideradas pelo estado no Mediterrâneo e a suspensão do retorno de migrantes a “portos inseguros”.

Mais Recentes da CNN