Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Delegados da convenção democrata dizem que são leais a Biden e recusam outro candidato

    Aliados do presidente afirmam que processo de substituição causaria mais danos do que o pior cenário com Biden no topo da chapa

    Presidente dos EUA Joe Biden na Filadélfia
    Presidente dos EUA Joe Biden na Filadélfia Nathan Howard/Reuters (97.jul.24)

    Gregory KriegArit JohnSydney TopfAaron Pellishda CNN

    Os democratas que estão pedindo ao presidente dos EUA, Joe Biden, que encerre sua campanha e permita que o partido selecione outro candidato antes — ou durante — a convenção nacional de agosto provavelmente não encontrarão aliados nas fileiras dos delegados que vão a Chicago, que estão cada vez mais se unindo em torno de Biden.

    Dez dias após o fiasco do presidente no debate transmitido pela CNN, após uma onda inicial de ansiedade democrata e pedidos para que ele renunciasse, vários líderes do partido e membros da base selecionados para nomear formalmente Biden disseram que estavam relutantes em considerar qualquer outra opção.

    Suas preocupações sobre a perspectiva de Biden desistir são duplas. Uma série de delegados comprometidos alertou que o processo de substituição do presidente causaria mais danos do que até mesmo o pior cenário com Biden no topo da chapa.

    Delegados alinhados a Biden também expressaram, muitas vezes em particular, uma falta de confiança nas alternativas, argumentando que o presidente continua sendo uma aposta melhor do que qualquer um dos nomes que circulam no circuito de fofocas.

     

    Na maior parte, porém, os delegados mais fervorosos de Biden estavam cantando a mesma música.

    Chris Anderson, presidente do processo de seleção de delegados no Tennessee e autoridade do governo local, argumentou – assim como a campanha de Biden fez – que os eleitores não estão tão interessados ​​no desempenho do presidente no debate quanto a mídia política.

    “A classe dos especialistas tem um trabalho a fazer, e eu entendo isso, mas eles parecem pensar que o debate foi mais importante do que as pessoas comuns pensam, porque a maioria das pessoas comuns estava focada nos 90 minutos de mentiras vomitadas por Donald Trump”, disse Anderson.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original