Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Detentos entram em greve de fome na Venezuela

    Prisioneiros reclamam de condições precárias nas cadeias do país

    Prisioneiros entram em greve de fome na Venezuela
    Prisioneiros entram em greve de fome na Venezuela Reuters

    Johnny CarvajalLeonardo FernandezAnthony RamirezLiamar Ramosda Reuters

    Presos em pelo menos 16 prisões venezuelanas estão em greve de fome para protestar contra as condições carcerárias e os atrasos na revisão de seus julgamentos, disseram duas organizações não governamentais em postagens nas redes sociais na quinta-feira (13).

    Familiares dos prisioneiros protestaram em frente ao tribunal de Caracas, apelando ao cumprimento das exigências dos detentos e à melhoria das condições prisionais.

    A superlotação, as más condições de saúde e a escassez de alimentos estão entre os problemas que assolam as prisões da Venezuela.

    Protestos pacíficos foram registrados em diversas penitenciárias desde domingo (9).

    O Ministério da Comunicação e Informação da Venezuela não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

    O presidente Nicolás Maduro substituiu na terça-feira (11) o chefe dos assuntos penitenciários do país, nomeando Julio Zerpa em meio às greves.