Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Integrante da Marinha dos EUA tentou acessar registros de saúde de Biden, dizem militares

    Força Armada ressaltou que dados não foram comprometidos em nenhum momento

    Joe Biden no primeiro debate para as eleições americanas de 2024
    Joe Biden no primeiro debate para as eleições americanas de 2024 Reprodução/Getty Images

    Idrees AliPhil Stewartda Reuters

    Um integrante da Marinha dos Estados Unidos tentou acessar os registros médicos do presidente Joe Biden “por curiosidade”, mas não conseguiu, disse a Marinha nesta terça-feira (9), acrescentando que os registros médicos do democrata não foram comprometidos em nenhum momento.

    Em comunicado, a Marinha afirmou que foi notificada em fevereiro que um marinheiro havia tentado pesquisar “Joe Biden” no sistema eletrônico de registros de saúde do Exército.

    Uma autoridade de Defesa dos EUA, sob condição de anonimato, destacou que o marinheiro tentou acessar os registros três vezes em um intervalo de poucas horas.

    “O registro que o marinheiro acessou não era o registro eletrônico do presidente dos Estados Unidos… (o) sistema é um sistema de saúde seguro e em nenhum momento as informações pessoais do presidente foram comprometidas”, acrescentou a nota.

    Um colega havia relatado a tentativa do marinheiro, e a Marinha concluiu sua investigação em abril. O marinheiro foi punido administrativamente, mas continua na Força Armada.

    Biden tem combatido críticas de alguns integrantes do partido Democrata de que não teria a acuidade mental necessária para ser o indicado do partido na eleição presidencial de 5 de novembro contra Donald Trump.

    O presidente diz que não abandonará a campanha.