Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Trump participa de audiência pré-sentença nesta segunda-feira

    Audiência faz parte de processo de definição da pena após ex-presidente ser condenado por fraude contábil

    Homem segura edições do New York Times com foto de Trump e manchete "condenado"
    Homem segura edições do New York Times com foto de Trump e manchete "condenado" 30/05/2024REUTERS/Stephani Spindel

    Kaitlan CollinsJohn MillerAlayna TreeneLauren del Valleda CNN*

    O ex-presidente Donald Trump deve comparecer a uma audiência pré-sentença com um oficial de liberdade condicional nesta segunda-feira (10), após sua condenação no mês passado, de acordo com um funcionário da campanha de Trump e duas fontes familiarizadas com o assunto.

    A entrevista será virtual e, como a CNN noticiou anteriormente, o advogado de Trump, Todd Blanche, estará presente. Normalmente, um réu condenado se reúne com um oficial de liberdade condicional sem advogado.

    A entrevista de rotina pré-sentença desta segunda-feira, que foi relatada pela primeira vez pela NBC News, fará parte do relatório que o departamento de liberdade condicional apresentará ao juiz Juan Merchan para ajudar a decidir a punição de Trump antes de sua sentença, marcada para 11 de julho.

     

     

    No mês passado, um júri de Manhattan considerou Trump – o provável candidato presidencial do Partido Republicano – culpado de todas as 34 acusações no seu julgamento de fraude contábil, tornando-o no primeiro ex-presidente a ser condenado por um crime.

    Trump não tem de cooperar com a investigação de rotina pré-sentença, mas um juiz pode tirar uma conclusão negativa da falta de cooperação com o processo.

    Na entrevista pré-sentença, o réu normalmente é questionado sobre sua condenação e outras informações básicas, como emprego e histórico criminal.

    Como parte do processo, a equipe jurídica de Trump pode enviar cartas de apoio de seus amigos e familiares a Merchan. A equipe do ex-presidente deverá apresentar sua recomendação de sentença na quinta-feira, de acordo com uma fonte familiarizada com o plano.

    “O presidente Trump e sua equipe jurídica já estão tomando as medidas necessárias para desafiar e derrotar o caso ilegal da promotoria de Manhattan”, disse o porta-voz da campanha de Trump, Steven Cheung, em um comunicado no sábado (8).

    O Gabinete do Procurador Distrital de Manhattan também apresentará um memorando informando ao juiz qual sentença que ele considera adequada para Trump.

    Merchan poderia condenar Trump a liberdade condicional ou até quatro anos de prisão estadual em cada acusação, com um máximo de 20 anos.

    Os promotores nunca tentaram colocar Trump sob custódia, então o ex-presidente está livre enquanto aguarda a sentença.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original