Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em mensagem de 4 de Julho, Biden diz que liberdades estão sob ataque

    Presidente norte-americano pediu "patriotismo de princípios"

    Presidente dos EUA, Joe Biden, faz pronunciamento na Casa Branca ao lado da mulher, Jill
    Presidente dos EUA, Joe Biden, faz pronunciamento na Casa Branca ao lado da mulher, Jill 04/07/2022REUTERS/Tom Brenner

    Jeff Masonda Reuters

    Ouvir notícia

    Em mensagem para comemorar o Dia da Independência dos Estados Unidos, o presidente Joe Biden declarou, nesta segunda-feira (4), que as liberdades estão sob ataque.

    Ainda pediu aos cidadãos para se engajarem no “patriotismo de princípios”, enquanto o país enfrentava desafios econômicos e divisões nacionais.

    “Das profundezas mais profundas de nossas piores crises, sempre nos elevamos a nossas alturas mais elevadas”, disse Biden em declaração na Casa Branca. “Já fomos testados antes, assim como estamos sendo testados hoje, mas nunca falhamos, porque nunca nos afastamos das crenças e promessas fundamentais que definem esta nação”.

    Sem citá-la especificamente, Biden pareceu mencionar a recente decisão da Suprema Corte de derrubar o histórico veredicto Roe vs. Wade que protegia o direito ao aborto. Ao mesmo tempo em que citou também os desafios que os norte-americanos enfrentam economicamente.

    “Nossa economia está crescendo, mas não sem dor. A liberdade está sob agressão, tanto aqui como no exterior”.

    Biden insistiu na unidade, apesar das divisões no país. “Neste dia, em meio à tempestade e aos conflitos, que possamos nos comprometer com um patriotismo de princípios”.

    “Acredito que estamos mais unidos do que divididos. Mais ainda, acredito que é uma escolha que fazemos, e acredito que está ao nosso alcance escolher unidade e unidade de propósitos”, finalizou.

    Mais Recentes da CNN