Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Emmanuel Macron pede que partidos tradicionais formem “bloco republicano”

    Expressão usada por presidente da França indica tentativa de isolar ultradireita e extrema-esquerda

    Presidente francês, Emmanuel Macron
    Presidente francês, Emmanuel Macron Reuters

    Ardee Napolitanoda Reuters

    O presidente da França Emmanuel Macron apelou nesta quarta-feira (10) às principais forças políticas da França para formarem uma coligação com uma maioria “sólida” depois das eleições de domingo (7) resultarem num parlamento fragmentado.

    Macron fez as observações numa carta publicada em vários jornais regionais. Ele disse que nomearia um primeiro-ministro no final deste processo.

    Ao apelar a uma coligação, Macron usou o termo “bloco republicano”, que implica os partidos tradicionais e não a ultradireita e a extrema-esquerda.

    O resultado inesperado das eleições antecipadas, nas quais a esquerdista Nova Frente Popular (NFP), que inclui a extrema-esquerda, conquistou um aumento surpreendente, mas nenhum grupo obteve a maioria absoluta. A eleição mergulhou a França na incerteza, sem qualquer caminho óbvio para a formação de um governo estável.