Estado Islâmico assume responsabilidade por ataque próximo à mesquita em Cabul

Explosão teve como alvo os portões da mesquita Eidgah, onde um funeral da mãe do porta-voz do Talibã era realizado

Homem vende bandeiras do Talibã em Cabul, Afeganistão
Homem vende bandeiras do Talibã em Cabul, Afeganistão Reuters

Reuters

Ouvir notícia

O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade nesta segunda-feira (04) por uma explosão em Cabul no domingo (03), disse a agência de notícias Amaq, ligada ao grupo, no grupo do Telegram. A informação é da Reuters.

O ataque atingiu uma multidão em frente à entrada de uma mesquita no centro de Cabul, capital do Afeganistão, deixando vários civis mortos.

A explosão teve como alvo os portões da Mesquita Eidgah, onde um funeral da mãe do porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, era realizado. A conta do porta-voz no Twitter confirmou a explosão.

“A explosão de uma bomba abalou uma reunião de civis perto da entrada da Mesquita Eidgah, em Cabul, deixando vários civis mortos”, diz a publicação.

Outras postagens nas redes sociais descreveram a explosão como uma “grande detonação” e os serviços de emergência estão no local.

A ocorrência de ataques do gênero é uma tendência na região, segundo avalia o analista Lourival Sant’Anna, da CNN.

Ataques deste tipo já eram esperados pelo Talibã, que tem dificuldades de monitorar os combatentes do Estado Islâmico-K.

“O ISIS-K tem feito os chamados ‘road side bombs’, que são bombas colocadas na beira da estrada quando passam comboios do Talibã”.

“O Talibã também tem intensificado a perseguição a estes militantes que formam hoje o seu grande inimigo. Era esperado que, uma vez que finalizada a retirada dos Estados Unidos, esse conflito se intensificasse”, disse Lourival ao CNN Domingo.

*Com informações da CNN Brasil 

Mais Recentes da CNN