Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Estados Unidos vão aplicar sanções a Vladimir Putin e Sergey Lavrov

    Decisão veio após um telefonema entre o presidente dos EUA, Joe Biden, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen

    Presidente russo, Vladimir Putin
    Presidente russo, Vladimir Putin Sputnik/Sergey Karpuhin/Pool via REUTERS

    Nikki Carvajalda CNN

    Ouvir notícia

    Os Estados Unidos vão se juntar à União Europeia para fazer sanções diretas ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, e ao ministro das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, segundo confirmação da Casa Branca nesta sexta-feira (25).

    Phil Mattingly e Jeremy Herb, da CNN, informaram na sexta-feira que os EUA planejavam impor sanções ao presidente russo, Vladimir Putin, de acordo com duas pessoas familiarizadas com a decisão.

    A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse que a decisão veio após um telefonema entre o presidente Joe Biden e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

    “Os Estados Unidos se juntarão a eles para sancionar o presidente Putin e o ministro das Relações Exteriores Lavrov e membros da equipe de segurança nacional russa”, disse. “Espero que tenhamos detalhes mais específicos ainda esta tarde.”

    Questionada sobre o que mudou entre a sexta-feira e a quinta-feira, quando Biden anunciou uma nova rodada de sanções que não incluía Putin, Psaki disse que a opção “está sendo considerada e está na mesa há algum tempo”.

    “A visão forte e o princípio forte do presidente desde o início deste conflito, e mesmo antes que eu deveria dizer, tem sido tomar ações e passos em alinhamento com nossos parceiros europeus, e isso certamente é uma evidência disso”, disse Psaki.

    O líder russo se tornará o alvo de maior destaque no esforço para impor custos à economia russa e ao círculo íntimo de Putin após a invasão russa da Ucrânia. Autoridades russas adicionais provavelmente serão incluídas, disse uma das pessoas.

    A União Europeia e o Reino Unido também anunciaram que introduziriam sanções contra Putin e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, na sexta-feira.

    Mais antecedentes: A decisão de mirar Putin diretamente nos aliados ocidentais marca a escalada mais pessoal de um esforço abrangente para responder às ações da Rússia por meio de penalidades econômicas. Embora não esteja claro a extensão do efeito direto – autoridades há muito dizem que as finanças de Putin são opacas e difíceis de rastrear – o simbolismo de atacar o líder russo é claro.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN