Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Estou sempre pronto para ir à China”, diz papa Francisco

    Pontífice e o presidente chinês Xi Jinping realizam viagem ao Cazaquistão nesta semana; não há previsão de encontro segundo Francisco

    Philip Pullellada Reuters

    O papa Francisco disse nesta terça-feira (13) que está disposto a ir à China a qualquer momento, mas “não tem notícias” a oferecer devido a especulações de que ele pode se encontrar com o presidente chinês Xi Jinping durante uma visita papal ao Cazaquistão nesta semana.

    Falando a repórteres que o acompanham em seu voo para a república da Ásia Central, Francisco foi questionado se poderia se encontrar com Xi em sua capital Nur-Sultan, onde os dois estarão na quarta-feira (14).

    “Não tenho notícias sobre isso”, respondeu o papa. “Estou sempre pronto para ir à China”.

    Francisco tentou aliviar as relações historicamente ruins entre a Santa Sé e a China e disse à Reuters em uma entrevista em julho que esperava renovar um acordo secreto e contestado sobre a nomeação de bispos católicos romanos na China.

    Xi está visitando o Cazaquistão e o Uzbequistão de 14 a 16 de setembro em sua primeira viagem oficial a um país estrangeiro desde que a China praticamente fechou suas fronteiras devido à Covid-19.

    Francisco estará no Cazaquistão até quinta-feira (15) para um encontro de paz de líderes religiosos mundiais marcado pela ausência conspícua do Patriarca Ortodoxo Russo Kirill, que apoia a guerra na Ucrânia.

    Esperava-se que Kirill participasse do Sétimo Congresso de Líderes das Religiões Mundiais e Tradicionais, e Francisco disse várias vezes que estava disposto a conversar com ele.

    Francisco, que sofre de uma doença no joelho, usou uma bengala para andar pelo avião cumprimentando os repórteres, como costuma fazer nessas viagens. Ele parecia estar com dor quando voltou ao seu próprio lugar.

    (Redação de Gavin Jones; edição de Ed Osmond)