EUA buscam relação previsível e confiável com Coreia do Norte, diz secretária

Integrante do governo Biden também quer discutir colaboração com China e Coreia do Sul para aprimorar contato com país de Kim Jong Un

Kim Jong-un em transmissão na TV
Kim Jong-un em transmissão na TV Foto: Chung Sung-Jun/Getty Images

Hyonhee Shin, Reuters

Ouvir notícia

Os Estados Unidos estão buscando uma forma “confiável, previsível e construtiva” para garantir o progresso nas conversas sobre desnuclearização paralisadas com a Coreia do Norte, disse na sexta-feira (23) a secretária de Estado adjunta Wendy Sherman.

Sherman fez as observações após uma reunião com o Vice-Ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Choi Jong-kun, em Seul, na segunda etapa de sua turnê asiática.

Os dois lados discutiram como reabrir as negociações após a Coreia do Norte retirar propostas de conversação com a administração Biden, lançando uma nuvem sobre as perspectivas de desmantelamento de seus programas nucleares e de mísseis.

“Estamos ansiosos por um caminho confiável, previsível e construtivo com a RPDC”, disse Sherman aos repórteres, referindo-se à Coreia do Norte por seu nome oficial, a República Popular Democrática da Coréia.

“Todos nós sentimos pelo povo da RPDC, que de fato enfrenta todas as circunstâncias mais difíceis, dada a pandemia e o que ela significa também para sua segurança alimentar”.

Enquanto a Coreia do Norte não relatou nenhum caso de coronavírus, o líder Kim Jong Un disse que a situação alimentar estava “tensa” – citando a pandemia que levou a Coreia do Norte a fechar sua fronteira com a China, perturbando o comércio, e um tufão no ano passado que danificou as colheitas.

Sherman, que tem considerável experiência em lidar com o país asiático, disse que os Estados Unidos se ofereceram para “sentar e dialogar”, reiterando as esperanças que ela expressou na quinta-feira para uma resposta rápida.

Sherman disse que apesar das relações “complicadas” com a China, ela estava ansiosa para discutir a questão da Coreia do Norte quando ela for a Pequim no domingo.

“Há espectos competitivos. Outros são desafiadores, e há alguns em que podemos cooperar”, disse ela, referindo-se aos laços Sino-EUA. “Pensarmos juntos sobre a completa desnuclearização da Península Coreana é certamente um sinal de cooperação”.

Líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un
Líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un
Foto: KCNA via Reuters (7.mar.2021)

Sherman também pediu mais cooperação entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos, tanto no combate ao coronavírus quanto nas mudanças climáticas e na construção de cadeias de fornecimento “seguras e resistentes” para semicondutores e redes de telecomunicações 5G.

A lideraça de Choi, as habilidades da Coreia do Sul e os recursos financeiros do Japão deveriam ser combinados para tratar de questões como a pandemia e as mudança climáticas.

Ambos os lados concordaram em intensificar os esforços para aumentar o fornecimento global de vacinas da Covid-19 em linha com uma parceria forjada durante uma cúpula em maio entre os presidentes Moon Jae-in e Joe Biden, disse o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul.

Sherman encontrou-se com Moon e outros altos funcionários após chegar em Seul vindo de Tóquio na quarta-feira, e deve partir para a Mongólia na sexta-feira antes de visitar a China. 

Mais Recentes da CNN