Fauci pede à China que divulgue dados de funcionários de laboratório em Wuhan

Principal infectologista dos EUA diz ao 'Financial Times' que gostaria de ver registros médicos dos funcionários de laboratório de virologia da cidade chinesa

Reuters

Ouvir notícia

 

O principal especialista em doenças infecciosas dos Estados Unidos, Anthony Fauci, pediu que a China divulgue os registros médicos de nove pessoas cujas doenças podem fornecer pistas vitais para saber se a Covid-19 surgiu como resultado de um vazamento de laboratório, relatou o Financial Times na quinta-feira (3).

“Gostaria de ver os registros médicos das três pessoas que supostamente ficaram doentes em 2019. Elas realmente adoeceram e, em caso afirmativo, com o que adoeceram?”, disse Fauci, segundo a reportagem do jornal.

A origem do novo coronavírus é fortemente contestada, com agências de inteligência dos EUA ainda examinando relatórios de que pesquisadores de um laboratório de virologia chinês em Wuhan ficaram gravemente doentes em 2019, um mês antes de os primeiros casos de Covid-19 serem relatados.

No entanto, cientistas e funcionários chineses rejeitaram consistentemente a hipótese de vazamento de laboratório, dizendo que o vírus poderia estar circulando em outras regiões antes de atingir Wuhan e poderia até mesmo ter entrado na China por meio de carregamentos de alimentos congelados importados ou comércio de animais selvagens.

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, se recusou a comentar diretamente se a China divulgaria os registros das nove pessoas, mas negou firmemente que o laboratório estivesse relacionado ao surto de Covid-19.

Em uma reunião regular nesta sexta-feira (4), ele se referiu a uma declaração de 23 de março do Instituto de Virologia de Wuhan que dizia que nenhum funcionário tinha contraído o vírus.

Wang reiterou a posição da China de que relatos de vazamentos em laboratório são uma “teoria da conspiração”.

O Financial Times relatou que Fauci continua a acreditar que o vírus foi transmitido aos humanos pela primeira vez através de animais, apontando que mesmo se os pesquisadores de laboratório tivessem Covid-19, eles poderiam ter contraído a doença na população em geral.

Moradores de Wuhan, na China, são vacinados contra a Covid-19
Moradores de Wuhan, onde a Covid-19 foi identificada pela primeira vez, são vacinados contra a doença
Foto: Getty Images (25.mai.2021)

Mais Recentes da CNN