França autoriza veterinários e dentistas a dar vacinas para ‘acelerar campanha’

Com temor de uma nova onda de infecções, país tenta aumentar número de imunizados contra o coronavírus

Profissional de saúde prepara dose da vacina da AstraZeneca contra Covid-19
Profissional de saúde prepara dose da vacina da AstraZeneca contra Covid-19 Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters

Pierre Bairin, da CNN, em Paris

Ouvir notícia

A França permitirá que veterinários e dentistas apliquem vacinas contra a Covid-19 para “acelerar a campanha”, disse a Autoridade Nacional de Saúde Francesa (HAS) em um comunicado à imprensa nesta sexta-feira (26).

“A chegada de doses adicionais permitirá fazer vacinações em maior escala a partir de abril e exigirá a mobilização de mais profissionais para vacinar rapidamente todos os interessados”, disse a agência.

Essas novas categorias de profissionais de saúde que vacinam se juntam a médicos, enfermeiras, farmacêuticos e estudantes de medicina, inclusive aposentados. A maioria receberá um treinamento específico para as vacinas contra Covid.

A França está no meio de uma nova onda de infecções por coronavírus, e sua lenta campanha de vacinação fez pouco até aqui para conter a alta.

Na quinta-feira (25), o primeiro-ministro Jean Castex descreveu a situação em Paris como “extremamente preocupante”, e o país proibiu reuniões ao ar livre de mais de seis pessoas em um esforço para reduzir a transmissão.

Texto traduzido. Leia o original em inglês.

Mais Recentes da CNN