G7 concorda que Talibã deve permitir saída do Afeganistão após 31 de agosto

O porta-voz disse que o Talibã não aceitará uma extensão do prazo de evacuação

Pessoas sendo retiradas do Afeganistão por vias aéreas (22-08-2021)
Pessoas sendo retiradas do Afeganistão por vias aéreas (22-08-2021) Sam Kiley / CNN

Sharon Braithwaiteda CNN

Ouvir notícia

Os líderes do G7 pediram ao Talibã que garanta uma passagem segura para todos aqueles que desejam deixar o Afeganistão depois de 31 de agosto, disse o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, descrevendo isso como a “condição número 1” do G7 para o grupo islâmico.

“A condição número 1 que estamos estabelecendo, como G7, é que eles tenham que garantir – até 31 de agosto e além – uma passagem segura para aqueles que quiserem sair”, disse Johnson após uma reunião virtual do G7.

 

 

“Reunimos as principais potências ocidentais e concordamos, não apenas em uma abordagem conjunta para lidar com a evacuação, mas também em um roteiro para a forma como vamos nos envolver com o Talibã, já que provavelmente eles governarão Cabul”, acrescentou.

Quando questionado sobre o prazo final de 31 de agosto, o porta-voz do Talibã, Zabiullah Mujahid, disse que o Talibã não é a favor de permitir que os afegãos deixem o país. “Os afegãos partindo, não vamos permitir isso e nem mesmo estamos felizes com isso”, disse Mujahid.

O porta-voz disse que o Talibã não aceitará uma extensão do prazo de evacuação. “Minha mensagem aos americanos é para libertar todos os nacionais antes do dia 31”, declarou Mujahid.

Mais Recentes da CNN