Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Gerente de pista de boliche é identificado como uma das vítimas de tiroteio nos EUA

    Pelo menos 18 pessoas morreram em dois tiroteios na cidade de Lewiston, no Maine

    Tommy Conrad foi vítima de um dos tiroteios no Maine na última quarta-feira (25)
    Tommy Conrad foi vítima de um dos tiroteios no Maine na última quarta-feira (25) Arquivo pessoal

    Travis NicholsAmanda Jacksonda CNN

    Tommy Conrad, de 34 anos, foi identificado como uma das vítimas do tiroteio em massa em Lewiston, no Maine, nos Estados Unidos, na última quarta-feira (25), segundo confirmou sua família à WMTW, afiliada da CNN, nesta quinta-feira (26).

    Conrad era o gerente da pista de boliche, um dos dois locais do tiroteio da noite passada. Ele deixa sua filha de nove anos.

    Pelo menos 18 pessoas morreram no episódio. O outro tiroteio aconteceu em um restaurante.

    O caso

    Fontes policiais disseram que uma busca no último endereço conhecido do suspeito foi conduzida por equipes SWAT do FBI nesta quinta-feira.

    Robert Card, de 40 anos, enfrenta um mandado de prisão por oito acusações de homicídio e deve ser considerado como um homem armado e perigoso, disse a polícia.

    Ele é um instrutor certificado de armas de fogo e membro da Reserva do Exército dos EUA, de acordo com as autoridades.

    A polícia está pedindo aos residentes que se abriguem em local seguro e relatem qualquer atividade suspeita às autoridades.

    Lewiston é a segunda maior cidade do estado e está localizada a cerca de 57 km ao norte de Portland.

    O caso é o tiroteio em massa mais mortífero nos EUA desde o massacre da escola de Uvalde, em maio do ano passado. Isso se soma a um histórico sombrio de 565 acidentes desse tipo, em que quatro ou mais pessoas foram baleadas, excluindo o atirador, em todo o país neste ano, de acordo com o Arquivo de Violência Armada.

    Veja também: Ataque a tiros deixa mortos nos EUA