Príncipe Charles se encontra com governadores brasileiros durante COP26

À CNN, Renato Casagrande (PSB-ES) afirmou que foi uma "reunião importante, pois Charles é um ativista e está arrecadando fundos"

Adriano Zucolotto / Governo ES

João de Marida CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

O grupo de Governadores pelo Clima se reuniu com o príncipe Charles, herdeiro da coroa britânica, nesta quinta-feira (4) durante a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP26), em Glasgow, na Escócia, para discutir investimentos em ações climáticas.

Os governadores Renato Casagrande (PSB-ES), Eduardo Leite (PSDB-RS) e Mauro Mendes (DEM-MT) lideraram as conversas com Charles. No encontro, estavam presentes representantes de governos do Pará, São Paulo e Minas Gerais. O prefeito de Recife, João Campos, do PSB, também acompanhou as tratativas.

À CNN, o governador Renato Casagrande afirmou após o encontro que foi uma “reunião importante, pois Charles é um ativista, militante e está arrecadando fundos para que os governos possam assumir compromissos“.

“Viemos aqui apresentar o consórcio para ele, dizer que muitos governadores estão envolvidos em um plano de neutralização do carbono. Vimos que o governo federal se afastou desse tema nos últimos três anos, um tema de preservação do planeta, que hoje já é oportunidade econômica”, disse o governador.

Os parlamentares e representantes do grupo fazem parte do Consórcio Brasil Verde, presidido por Casagrande, uma inciativa criada recentemente por governadores para que atuem em conjunto na promoção de ações de enfrentamento às mudanças climáticas e também para que possam fazer uma interlocução direta dos governos locais com lideranças internacionais.

principe charles e governadores
Adriano Zucolotto / Governo ES

Causas ambientais no Brasil

Ainda sobre o encontro com o príncipe Charles, o governador Casagrande destacou à CNN a intenção do monarca britânico em se envolver com causas no Brasil.

“O príncipe Charles se colocou à disposição, está construindo alternativas, ele quer fazer essa ligação com o Brasil. É preciso que a gente construa projetos importantes, mas a maior parte dos investimento vai vir das empresas privadas se a gente conseguir regulamentar o mercado de carbono, se sair um documento que regulamente o mercado, se o Brasil acelerar no Congresso, as atividades econômicas vão se resolver por si só”, afirmou.

“Poderemos ter financiamento de projetos de descarbonização de empresas privadas do Brasil e de fora do Brasil, ajudando nessa nova economia que é fundamental para alcançarmos a meta de neutralidade em 2050”, acrescentou o governador.

Representantes na COP26

principe charles e governadores
Adriano Zucolotto / Governo ES

Às vésperas da COP26, o Brasil Verde reuniu 22 chefes estaduais. Treze deles confirmaram presença — ou enviaram representantes — em Glasgow. 

São eles:

  • Gladson Cameli (Republicanos), do Acre
  • Camilo Santana (PT), do Ceará
  • Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo
  • Mauro Mendes (DEM), de Mato Grosso
  • Romeu Zema (Novo), de Minas Gerais
  • Helder Barbalho (MDB), do Pará
  • Paulo Câmara (PSB), de Pernambuco
  • Wellington Dias (PT), do Piauí
  • Fátima Bezerra (PT), do Rio Grande do Norte
  • Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul
  • Marcos Rocha (PSL), de Rondônia
  • Carlos Moisés (PSL), de Santa Catarina
  • João Doria (PSDB), de São Paulo

(*Com informações de Anna Gabriela Costa e Juliana Elias, da CNN, em São Paulo)

Mais Recentes da CNN