Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Hamas liberta novo grupo de reféns nesta terça-feira (28) após extensão de trégua

    Segundo Israel, 12 pessoas foram soltas, sendo 10 israelenses e dois tailandeses

    Familiares, amigos e apoiadores de israelenses feitos reféns durante ataques do Hamas em 7 de outubro protestam em Latrun, durante marcha em direção a Jerusalém
    Familiares, amigos e apoiadores de israelenses feitos reféns durante ataques do Hamas em 7 de outubro protestam em Latrun, durante marcha em direção a Jerusalém Ronen Zvulun/Reuters (17.nov.23)

    Da CNN

    O Hamas libertou o quinto grupo de reféns nesta terça-feira (28), após a extensão da trégua na guerra. Segundo Israel, 12 pessoas foram soltas, sendo 10 israelenses e dois tailandeses.

    Elas já chegaram ao território israelense, segundo as Forças de Defesa de Israel (FDI). Uma equipe da CNN também viu quatro helicópteros pousando em Kerem Shalom, onde os reféns libertados devem se reunir com os militares israelenses.

    As Brigadas Al Quds, braço armado da Jihad Islâmica Palestina, também afirmou em comunicado que entregou “alguns civis detidos” como parte do acordo.

    A TV Al Jazeera transmitiu imagens do processo de transferência dos reféns, dizendo que membros do braço armado do Hamas e também da Jihad Islâmica estavam presentes no local.

    Em troca, 30 palestinos devem ser libertados das prisões de Israel nesta terça-feira, segundo com informações divulgadas pelo Clube dos Prisioneiros Palestinos e pelas autoridades penitenciárias israelenses.

    Esse grupo inclui 15 mulheres e 15 crianças do sexo masculino, todos com menos de 18 anos.

    Saiba quem são os israelenses soltos nesta terça (28):

    • Ditza Heiman
    • Tamar Metzger
    • Ada Sagi
    • Meirav Tal
    • Ofelia Roitman
    • Gabriela Leimberg
    • Mia Leimberg
    • Clara Merman
    • Rimon Kirsht
    • Noralin “Nataly” Babadilla

    Pausa na trégua ameaçada

    A pausa nos conflitos foi estendida na segunda-feira (27) e previa a libertação de mais reféns pelo grupo armado e de prisioneiros pelo governo de Israel.

    Também nesta terça, houve um breve confronto entre o grupo armado e Israel. Ambos os lados descreveram o ocorrido como uma violação da trégua.

    Segundo as Forças de Defesa de Israel (FDI), três dispositivos explosivos foram detonados perto de suas tropas, em dois locais diferentes.

    Em um desses locais, “terroristas também abriram fogo contra as tropas, que responderam com fogo”, segundo as FDI.

    “Vários soldados ficaram levemente feridos durante os incidentes”, disse a FDI.

    O Hamas acusou Israel, numa declaração do Telegram, de uma “violação clara… do acordo de trégua”, chamando o confronto de um “conflito de campo” e uma violação que “os combatentes enfrentaram”.

    “Estamos comprometidos com a trégua enquanto o inimigo se comprometer com ela, e apelamos aos mediadores para que pressionem a ocupação a aderir a todos os termos da trégua, no terreno e no ar”, disse o Hamas no comunicado.

    *publicado por Tiago Tortella, da CNN

    *com informações da Reuters e da CNN