Índia nega autorização de uso emergencial para vacina da AstraZeneca

Segundo fontes citadas pela emissora indiana NDTV, a medida foi tomada em razão de 'dados inadequados de segurança e eficácia' sobre o imunizante

Vacina contra Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca
Vacina contra Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca Foto: Dado Ruvic - 9.set.2020 / Reuters

Reuters

Ouvir notícia

A agência reguladora de medicamentos da Índia negou nesta quarta-feira (9) uma autorização de uso emergencial para a vacina contra Covid-19 da AstraZeneca e para uma outra que está sendo desenvolvida localmente. 

A informação é da emissora indiana NDTV, citando fontes não identificadas. Os órgãos oficiais do país ainda não se pronunciaram a respeito.

Assista e leia também:
Pessoas com ‘alergias significativas’ não devem se vacinar, diz Reino Unido
Como o mundo conseguiu uma vacina em menos de 1 ano
Ar-condicionado ‘inteligente’ não faz vento e promete gastar 82% menos energia
O dólar está quase voltando para a casa dos R$ 4 – vai cair ainda mais?

“As duas propostas não foram aprovadas em razão de dados inadequados de segurança e eficácia disponíveis atualmente. Ambas foram solicitadas a fornecer mais dados”, afirmaram as fontes.

Nessa terça-feira (8), o país disse que pode autorizar o uso de algumas vacinas contra o novo coronavírus dentro das próximas semanas. A estimativa é a de que 300 milhões de pessoas sejam vacinadas na primeira etapa, informou a maior autoridade de saúde da Índia.

“Há diversas candidatas à vacina em estágios de desenvolvimento diferentes, e algumas delas podem ser licenciadas nas próximas semanas”, disse o secretário federal de Saúde, Rajesh Bhushan, em uma entrevista coletiva em Nova Déli.

Mais Recentes da CNN