Inundação dificulta vila ucraniana de ser ocupada pela Rússia, dizem moradores

Invasão russa, agora em seu terceiro mês, tirou a vida de milhares de civis, fez milhões de ucranianos fugirem e reduziu cidades a escombros

Restos de acampamento russo em mata nos arredores de Kiev
Restos de acampamento russo em mata nos arredores de Kiev CNN

Lidia KellyJonathan Oatisda Reuters

Ouvir notícia

A inundação intencional de uma pequena vila ao norte de Kiev, que criou um atoleiro e submergiu porões e campos, mas impediu um ataque russo à capital, valeu todo o sacrifício, disseram moradores.

As forças ucranianas abriram uma barragem no início da guerra em Demydiv, fazendo com que o rio Irpin inundasse a vila e milhares de acres ao redor. Desde então, a medida foi creditada por impedir que soldados e tanques russos rompessem as linhas da Ucrânia.

“Claro que foi bom”, disse um homem que mora na aldeia, mas não quis revelar seu nome.

“O que teria acontecido se eles (forças russas)… conseguissem atravessar o pequeno rio e depois fossem para Kiev?”

Mais de um terço de alguns campos foram inundados, disse outro homem, que também não revelou seu nome.

Cerca de dois meses depois, as pessoas na aldeia ainda estavam lidando com as consequências das inundações, usando barcos infláveis ​​para se movimentar e plantando as faixas secas de terra que restaram com flores e legumes.

As crianças foram deixadas com pântanos para usar como playgrounds.

A invasão russa, agora em seu terceiro mês, tirou a vida de milhares de civis, fez milhões de ucranianos fugirem e reduziu cidades a escombros.

Moscou chama suas ações de “operação militar especial” para desarmar a Ucrânia e protegê-la dos fascistas. A Ucrânia e o Ocidente dizem que a alegação fascista é infundada e que a guerra é um ato de agressão não provocado.

No fim de semana, a Rússia atacou posições no leste da Ucrânia no domingo, tentando cercar as forças ucranianas na batalha por Donbass.

Mais Recentes da CNN