Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel diz que intensificará ataques aéreos na Faixa de Gaza

    Chefe do Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel afirmou que militares "entrarão na Faixa de Gaza"

    Porta-voz afirmou que objetivo é minimizar o risco para as nossas tropas nos próximos estágios da guerra
    Porta-voz afirmou que objetivo é minimizar o risco para as nossas tropas nos próximos estágios da guerra Reuters/Saleh Salem

    Tamar MichaelisRadina Gigovada CNN

    As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) aumentarão os ataques aéreos na Faixa de Gaza “a partir de hoje”, disse o porta-voz do IDF, Daniel Hagari, neste sábado (21).

    “Iremos aumentar os nossos ataques, minimizar o risco para as nossas tropas nos próximos estágios da guerra, e vamos intensificar os ataques a partir de hoje”, disse Hagari aos jornalistas, durante uma coletiva em Tel Aviv.

    Quando questionado se Israel interrompeu uma operação terrestre em Gaza devido à pressão dos Estados Unidos, Hagari afirmou que os militares israelenses lançariam tal operação quando as condições para os militares fossem otimizadas.

    As IDF continuara conduzindo ataques aéreos ontem, disse Hagari.

    “Nosso principal esforço em Gaza é eliminar os terroristas, especialmente aqueles envolvidos no massacre de sábado, há duas semanas”, disse, referindo-se ao ataque terrorista surpresa feito pelo Hamas, que as autoridades israelenses dizem ter matado mais de 1,4 mil pessoas.

    “Continuamos destruindo alvos terroristas antes da próxima fase da guerra e estamos concentrados na nossa preparação para o próximo estágio”, acrescentou.

    As IDF estão se concentrando “nos objetivos que temos em Gaza, pois foram definidos pelo governo e terão de ser cumpridos”, disse Hagari. “Ao mesmo tempo, olhamos para todas as ameaças no Oriente Médio”.

    “Se houver alguma evolução, iremos nos adaptar. Porém, nosso foco é [na Faixa de] Gaza”, acrescentou, quando questionado sobre a possibilidade de uma frente adicional de combate contra o Hezbollah, o grupo radical que tem trocado ataques com as forças israelenses na fronteira entre Israel e Líbano.

    “Entraremos na Faixa de Gaza”

    Mais cedo, o chefe do Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel, Herzi Halevi, disse aos comandantes do Exército israelense que os militares iniciarão uma operação para eliminar o Hamas.

    “Entraremos na Faixa de Gaza. Embarcaremos em uma tarefa operacional e profissional para destruir os agentes e infraestruturas do Hamas”, disse o chefe em comentários à Brigada Golani das IDF.

    Halevi disse que, quando as IDF entrarem na Faixa de Gaza, “terão em mente” as imagens que ocorreram em 7 de outubro durante ataque do Hamas que matou pelo menos 1.400 pessoas em Israel.

    Ele disse que o território é complicado, mas que as FDI estão se preparando. “Todas as capacidades das IDF estarão com você nessa manobra. Seja corajoso, com essa mentalidade, seja muito determinado e dê confiança aos seus soldados”, disse Halevi.

    VÍDEO – Governo orienta brasileiros a deixarem Cisjordânia

    O Hamas controla a Faixa de Gaza, a região costeira onde vivem mais de 2 milhões de palestinos.

    Gaza está assolada por uma crise humanitária cada vez mais profunda, com um cerco israelense impedindo o acesso a recursos críticos e ataques aéreos que mataram pelo menos 4.385 pessoas desde 7 de outubro, segundo o Ministério da Saúde palestino.

    Veja imagens do conflito entre Israel e Hamas

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original